Kate Upton detalha acusação de assédio contra fundador da Guess

Modelo afirmou que Marciano agarrou seus seios pois queria ver 'se eram de verdade'

Kate Upton deu detalhes de suas acusações de assédio contra Paul Marciano
Kate Upton deu detalhes de suas acusações de assédio contra Paul Marciano - Adrien Sanches-Gonzalez/AFP

A supermodelo americana Kate Upton deu detalhes de suas acusações de assédio e comportamento sexual abusivo contra o cofundador da marca Guess, Paul Marciano, durante uma entrevista à revista "Time", após um primeiro tuíte no início de fevereiro. 

O homem de negócios franco-americano, nascido no Marrocos, declarou que essas acusações eram "absolutamente falsas" e "absurdas", e que "jamais a havia tocado de maneira inadequada".

Upton afirmou que depois de sua primeira sessão de fotos com a Guess, em 25 de julho de 2010, Marciano, que fundou em 1981 a empresa de jeans com seus três irmãos, agarrou seus seios "à força". Quando ela o rejeitou, ele se justificou dizendo: "quero ver se são de verdade".

Apesar de seus esforços para evitar qualquer contato físico, "ele continuou me tocando de maneira muito dominante e agressiva, agarrando minhas pernas, meus braços para me puxar para perto, meus ombros, meu pescoço, meus seios, e me cheirando", contou a modelo, que ficou famosa por ter sido capa da revista "Sports Illustrated".

Upton disse que em outra ocasião ele a assediou com ligações telefônicas ao seu quarto de hotel e que ela o rejeitou "aterrorizada".

No dia seguinte, "soube que me haviam despedido da sessão de fotos". "Alguém ligou para minha agência dizendo que eu estava gorda. Eu fiquei devastada."

Em 1º de fevereiro, Upton escreveu no Twitter: "É decepcionante que uma marca de mulheres tão icônica como a Guess continue dando poder a Marciano como diretor criativo". Mas não deu detalhes sobre o assédio.

Upton, que também já atuou em alguns filmes, é casada com o astro do beisebol Justin Verlander, do Houston Astros. Em 2011, ela virou uma celebridade ao se tornar garota-propaganda da Guess, posição já ocupada por modelos Claudia Schiffer, Cindy Crawford e Gigi Hadid.

ASSÉDIO SEXUAL

Confira a seguir um resumo sobre os principais casos de assédio sexual e estupro em Hollywood reportados recentemente.

Harvey Weinstein
No caso que foi o estopim para a avalanche de acusações em Hollywood, o outrora poderoso produtor de 65 é acusado de ter assediado e estuprado mulheres ao longo de três décadas. Entre as vítimas estão Angelina Jolie, Ashley  Judd e Gwyneth  Paltrow. Bob Weinstein, irmão de Harvey, também foi acusado de assédio.

Kevin  Spacey
O ator de 58 anos foi acusado pelo colega AnthonyRapp de o ter assediado fisicamente quando a vítima tinha 14 anos. O ator mexicano Roberto Cavazos fez acusações semelhantes. Após as acusações, a Netflix suspendeu a última temporada da série "House of Cards" e afastou o ator do programa, além de cancelar o lançamento do filme "Gore", protagonizado por Spacey.

James Toback
Segundo o "Los Angeles Times", mais de 30 mulheres denunciaram o diretor e roteirista de 72 anos de cometer assédio sexual. Autor da reportagem, Glenn Whipp disse ter sido contatado por 193 mulheres com acusações semelhantes contra Toback, autor do roteiro de filmes como "Bugsy" e "O Apostador".

Roman Polanski
Além de ter estuprado uma garota de 13 anos em 1977, o cineasta franco-polonês de 84 anos também é alvo de, pelo menos, outras quatro acusações contra mulheres menores de idade, entre elas a atriz Charlotte Lewis. Em Paris, uma retrospectiva de sua obra foi alvo de críticas por um grupo feminista.

Dustin Hoffman
O ator que tem hoje 80 anos é acusado de ter assediado sexualmente a escritora Anna Graham Hunter, então com 17 anos, no set do telefilme "A Morte de um Caixeiro-Viajante", em 1985. Ele teria falado de sexo para ela e a apalpado. Hoffman se desculpou e disse que aquilo não "reflete" quem ele é.

Brett Ratner
A atriz Natasha  Henstridge diz ter sido forçada a fazer sexo oral no diretor de "A Hora do Rush" e "X-Men: O Confronto Final" nos anos 1990. Além dela, outras atrizes e modelos, como Olivia  Munn e Jaime Ray Newman, também relatam casos semelhantes envolvendo ele. Rattner, 48, nega as acusações.

Ed Westwick
O ator conhecido por "Gossip Girl" foi acusado de estupro por Kristina  Cohen e Aurélie  Wynn. Ele nega. A polícia de Los Angeles abriu investigação sobre o primeiro caso. Com isso, a BBC suspendeu a exibição "Ordeal  by  Innocence". As gravações já iniciadas da segunda temporada de "White Gold", da Netflix, também foram suspensas.

John Lasseter
O diretor da Pixar e dos filmes "Toy  Story" e "Vida de Inseto" decidiu tirar licença de seis meses após admitir erros ligados a condutas de assédio sexual. Colaboradoras reclamaram de um excesso "invasivo" de abraços e outras situações desconfortáveis.

AFP
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.