Descrição de chapéu Livros Flip

Flip anuncia cineasta Miguel Gomes, que filmará 'Os Sertões', como convidado

Diretor ganhou o prêmio da crítica do Festival de Berlim com o longa 'Tabu', lançado em 2012

O diretor português Miguel Gomes, em cena de sua trilogia de filmes "As Mil e Uma Noites"
O diretor português Miguel Gomes, em cena de sua trilogia de filmes "As Mil e Uma Noites" - Divulgação
São Paulo

A Flip (Festa Literária Internacional de Paraty) anunciou nesta segunda-feira que o cineasta português Miguel Gomes vai participar da sua programação neste ano. O evento acontece de 10 a 14 de julho na cidade fluminense.

Gomes trabalha atualmente em uma adaptação cinematográfica de “Os Sertões”, livro de Euclydes da Cunha, o autor homenageado desta edição da festa literária.

Nascido em Lisboa, o diretor é um dos principais nomes do cinema português contemporâneo. Ele lançou em 2012 o filme “Tabu”, que recebeu o prêmio da crítica do Festival de Berlim. O longa amarra a história de três mulheres que habitam um antigo prédio em Lisboa ao passado de uma delas, que envolve um romance ambientado na África durante a colonização portuguesa. 

À época do lançamento de “Tabu” no Brasil, o cineasta foi saudado pela estranheza do seu retrato. É “um dos mais seguros talentos jovens do cinema”, escreveu o crítico Inácio Araujo, na Folha.

Gomes também dirigiu a aclamada trilogia “As Mil e uma Noites”, que se inspira na estrutura narrativa das histórias árabes de Sherazade para fazer uma alegoria sobre Portugal pós-crise econômica.

Os longas da série são “O Inquieto”, “O Desolado” e “O Encantado”. Os três foram exibidos em dias diferentes do Festival de Cannes de 2015, provocando longas filas e aplausos de pé.

O cineasta batizou sua adaptação de Euclydes como “Selvajaria”, mesmo título que o escritor francês Blaise Cendrars elegeu para uma tradução de “Os Sertões” que nunca concretizou.

“É preciso alguém com a imaginação do Miguel Gomes para ser capaz de transformar em imagem cinematográfica parte da profusão de imagens maravilhosas que Euclydes criou nessa obra monumental, sem perder também as perspectivas histórica e humana essenciais da revolta de Canudos”, disse a curadora da Flip, Fernanda Diamant.

Não é a primeira vez que Gomes vem ao Brasil. Em 2012, ele esteve em São Paulo, para participar da Mostra de Cinema, que promoveu uma retrospectiva de sua obra cinematográfica. Após alguns curtas, o diretor estreou com o longa “A Cara que Mereces” (2004).

Além de Gomes, alguns dos nomes confirmados na Flip são a crítica literária Walnice Nogueira Galvão, a escritora americana Kristen Roupenian, o angolano Kalaf Epalanga, a canadense Sheila Heti, a venezuelana Karina Sainz Borgo, a israelense Ayelet Gundar-Goshen e o crítico de cinema brasileiro Ismail Xavier.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.