Descrição de chapéu Artes Cênicas

'Morreu um homem de teatro muito fértil', diz Zé Celso sobre Antunes Filho

Um dos principais nomes das artes cênicas no Brasil morreu nesta quinta (2) aos 89 anos

São Paulo

Aos 89 anos, o diretor de teatro Antunes Filho morreu nesta quinta-feira (2).

Um dos principais nomes das artes cênicas no Brasil, ele produziu dezenas de espetáculos antológicos ao longo dos seus mais de 60 anos de carreira.

Seu corpo será velado nesta sexta (3), no Teatro Anchieta, no Sesc Consolação.

Veja o que personalidades comentaram sobre a morte.

"Ele recebeu muitos jovens, atrizes, atores e formou muitas gerações, muito mais do que eu. Morre um sujeito muito fértil, um homem de teatro muito fértil, muito poderoso e que teve a capacidade exatamente de trazer o que nós todos queríamos naquela época um teatro. Não digo brasileiro nacionalista, mas com encenadores do Brasil fazendo teatro no mesmo nível que se faz no mundo inteiro."

José Celso Martinez, diretor

 

"Sua direção em 'Macunaíma' ficará pra sempre na minha memória! Viva o teatro!"

Paulo Betti, ator


"Fui um dos privilegiados iniciados nas artes cênicas por ele no CPT - Centro de Pesquisas Teatrais, no Sesc Consolação. Estava na primeira turma, início dos [anos] 1980, onde tinha a função de Professor de Desequilíbrio, método de se deslocar no palco e na vida inventado por ele, a quem chamávamos carinhosamente de Magrão."

Marcelo Tas, jornalista


" Mestre terrível, Antunes formava seus atores com a ciência quântica e febril de quem sabe a função social do ator de teatro. Antunes me obrigou a decidir ser um ator bailarino e consequente. Estou abatido. Esse ano não tem um dia sequer que não seja ruim."

Matheus Nachtergaele, ator


"Antunes, além do diretor magnífico que sempre foi, teve sua biografia atrelada à nossa história. Não só como espectador de nossos trabalhos, mas como guru, incentivador e forte aliado em todo o processo de estruturação e gerência da SP Escola de Teatro."

Satyros, companhia de teatro

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.