Trump culpa má gestão de florestas por incêndios na Califórnia

Estado sofre com dois grandes incêndios desde quinta (9); chamas ainda não foram controladas

Reuters

O presidente americano Donald Trump ameaçou cortar o repasse de verbas federais aos órgãos de gestão das florestas da Califórnia. Desde a última quinta-feira (9), o estado enfrenta dois incêndios de grandes proporções.

Na manhã deste sábado, ele escreveu em sua conta em uma rede social que as chamas forma causadas pela "péssima gestão de florestas" do governo estadual.

À tarde, porém, o republicano usou um tom mais empático ao falar do avanço das chamas. "Nossos corações estão com aqueles que combatem o fogo, os 52 mil que precisaram deixar suas casas e as famílias dos 11 mortos. Deus os abençoe."​

Nove mortes foram confirmadas até o momento. As vítimas foram encontradas na cidade de Paradise, no norte da Califórnia, onde cerca de 6.700 casas e estabelecimentos foram queimados.

Três bombeiros ficaram feridos e 35 pessoas estão desaparecidas. Trata-se de um dos incêndios mais destrutivos da história, de acordo com os dados do Departamento de Incêndios e Proteção Florestal do estado. 

Na região de Los Angeles, a mais populosa do sul do estado, as chamas ameaçam cerca de 75 mil casas e mais de 200 mil pessoas receberam ordens de evacuação na manhã deste sábado. 

Duas pessoas já morreram em subúrbios da cidade. O fogo se aproximou de áreas de classe média baixa e também da rica Malibu, onde ficam casas de estrelas de Hollywood.

 
"Os últimos acontecimentos são o pior cenário que imaginávamos. Há muito tempo temíamos que isso poderia acontecer" disse a xerife do condado Butte, Kory Honea. "Infelizmente, nem todos conseguiram escapar".
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.