Imprensa internacional repercute prisão de Michel Temer

The New York Times chama a atenção para impopularidade e acusações contra o ex-presidente

São Paulo

Jornais internacionais repercutem a notícia da prisão do ex-presidente Michel Temer e do ex-ministro Moreira Franco, que ocupou diferentes cargos no governo do emedebista.

O jornal The Washington Post noticiou a prisão como "breaking news" (notícia urgente): "Ex-presidente do Brasil é preso devido a acusações de corrupção", diz o título.

notícia está na página principal do site do jornal americano, porém sem muito destaque —é preciso rolar a página para baixo para encontrá-la. A reportagem informa que o ex-presidente foi detido por dez acusações de corrupção e que seu ministro de Minas e Energia também foi preso. 

Reprodução do site do jornal americano Washington Post
Reprodução do site do jornal americano Washington Post - Reprodução

Já o jornal The New York Times segue a linha do Washington Post: a notícia está na página principal, porém em posição discreta. A reportagem classifica Temer como "um presidente profundamente impopular e alvo de numerosas acusações de corrupção". O jornal enviou um alerta pelo celular, chamando a atenção para a notícia. 

Reprodução do site do jornal New York Times
Reprodução do site do jornal New York Times - Reprodução

O argentino Clarín coloca a notícia da prisão em posição de destaque na página principal do site do jornal: "Em São Paulo: detiveram o ex-presidente Michel Temer pelo caso da Lava Jato." A reportagem informa que Temer foi detido por ordem do juiz federal Marcelo Bretas.

Reprodução do site do jornal argentino Clarín
Reprodução do site do jornal argentino Clarín - Reprodução

Na versão internacional do site do britânico The Guardian, a prisão tem bastante exposição: a notícia aparece logo abaixo da manchete principal do site, relativa ao brexit, e traz uma foto de Michel Temer. A reportagem afirma que Temer teve papel importante no impeachment de Dilma Rousseff em 2016 e que ele foi preso pela Polícia Federal.

Reprodução do site do jornal britânico The Guardian
Reprodução do site do jornal britânico The Guardian - Reprodução

Assim como o Guardian, o El País também deu grande destaque para a prisão na página principal do site do diário espanhol. O título do texto relaciona Temer a Lula. "Detido o ex-presidente do Brasil Michel Temer pelo mesmo escândalo de corrupção que derrubou Lula". O jornal também chamou a atenção para a queda da Bolsa de São Paulo após a notícia, assim como o efeito sobre o valor da moeda brasileira.

Reprodução do site do jornal espanhol El País
Reprodução do site do jornal espanhol El País - Reprodução
Site do jornal Financial Times. Repercussão da prisão do ex-presidente Michel Temer em sites da imprensa internacional. Credito:Reprodução
Reprodução do site do jornal britânico Financial Times - Reprodução

O britânico Financial Times tem uma pequena chamada na parte superior de seu site, que destaca as últimas notícias: "Ex-presidente do Brasil Temer é preso em conexão com corrupção". A reportagem afirma que Temer foi preso em conexão com a Lava Jato e que ele é o segundo ex-presidente a ser detido em investigações de corrupção, após Luiz Inácio Lula da Silva. 

 
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.