Chile oferece 'visto de responsabilidade democrática' para venezuelanos

Documento estará disponível em consulados chilenos no mundo todo

Santiago | Reuters

Venezuelanos que querem solicitar refúgio no Chile podem requisitar um “visto de responsabilidade democrática" em qualquer consulado chileno no mundo, informou o Ministério das Relações Exteriores do Chile neste sábado (22). Anteriormente, esse tipo de visto só podia ser pedido dentro do Chile.

 
Venezuelanos passam os dias na capital de Boa Vista em busca de trabalho.
Venezuelanos passam os dias na capital de Roraima, Boa Vista, em busca de trabalho. - Fernando Cabrera /Fotoarena/Folhapress

Os vistos estarão disponíveis a partir desta segunda-feira (24). O documento vai permitir que venezuelanos fugindo da crise em seu país fiquem no Chile por até 12 meses, renováveis por mais 12 meses, segundo comunicado no site do ministério.

“Determinamos que todos os consulados chilenos no mundo passarão a oferecer os vistos de responsabilidade democrática”, disse o ministro das relações exteriores chileno, Teodoro Ribera, à imprensa local. O ministro afirmou que, para o Chile, a “solução real seria o restabelecimento do Estado de direito” na Venezuela. O Chile é um dos 12 integrantes do Grupo de Lima, que reúne países da região que pressionam pela renúncia do ditador venezuelano Nicolás Maduro.

Ao mesmo tempo, o Chile passará a exigir visto de turista dos venezuelanos que entram no país por curtos períodos. Anteriormente, os venezuelanos podiam ficar no Chile até 3 meses sem nenhum visto.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.