Eduardo Bolsonaro faz gesto de arma em frente a monumento pela paz em NY

Escultura é homenagem a John Lennon, assassinado a tiros

São Paulo

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL), indicado para a embaixada do Brasil nos EUA, postou na quinta-feira (26) uma foto em seu Twitter fazendo o gesto da "arminha" em frente a um monumento pela paz na sede da ONU, em Nova York.

A escultura do sueco Carl Fredrik Reuterswärd —um revólver cujo cano termina amarrado em um nó— foi feita após o assassinato de John Lennon, morto a tiros em 8 de dezembro de 1980, como uma homenagem ao músico.

A obra, um dos mais conhecidos monumentos ao desarmamento no mundo, encontra-se na ONU desde 1988. O artista faleceu em 2016.

Nesta sexta (27), Eduardo defendeu a imagem com uma série de publicações na rede social.

Segundo o deputado federal, "a escultura desarmamentista na entrada da ONU serve para depreciar o papel fundamental das armas na garantia da segurança, das liberdades e da paz". "Ignoram o uso defensivo das armas de fogo."

O deputado afirmou ainda que a morte do ex-beatle seria um "pano de fundo para calar os pró-legítima defesa que ousarem falar contra". 

Eduardo estava nos EUA acompanhando a comitiva presidencial que participava da Assembleia Geral da ONU.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.