Descrição de chapéu
Rogério Cezar de Cerqueira Leite

Feliz ano novo, Brasil

Enquanto isso, ele se prepara para outro mandato

Rogério Cezar de Cerqueira Leite

Físico, professor emérito da Unicamp, membro do Conselho Editorial da Folha e presidente de honra do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM)

Jair Bolsonaro tem 37% de aprovação. Feliz ano novo, Brasil. E 52% dos brasileiros não acreditam que o presidente tenha alguma coisa a ver com a tragédia do novo coronavírus. Feliz ano novo, Brasil.

Dois anos de um responsável pelas relações internacionais fanaticamente negacionista e fundamentalista. Feliz ano novo, Brasil.

Dois anos do responsável pela conservação do ambiente desmatando e poluindo o país. Prometeu terminar com o desmatamento. E está cumprindo com a promessa. Em breve já não haverá mato para desmatar. Feliz ano novo, Brasil.


Bolsonaro prometeu acabar com a corrupção. E, para isso, ressuscita o centrão. Feliz ano novo, Brasil.
No Supremo, encaixou, com a conivência do Senado, um Kassio. E virão outros Kassios. Toffoli ficou contente. Feliz ano novo, Brasil.

Três mil militares dependuraram os pijamas. E dizem que falta emprego. Feliz ano novo, Brasil.
A educação vai para o brejo, e ainda não conseguiram encontrar um ministro para a pasta. Feliz ano novo, Brasil. E na saúde já tem ministro, só que ninguém sabe quem é. Feliz ano novo, Brasil.

Há suspeita de que, em breve, haverá falta de energia. Mas os responsáveis vão resolver. Já começaram a recuperar o sucateado Angra 3. Heroico, pois resistiu as intempéries por trinta e tantos anos. Um pouco enferrujado talvez, mas de uma tecnologia comprovada, tanto quanto um Ford bigode. Feliz ano novo, Brasil.


E já se deu um passo brilhante contra o imperialismo chinês. Será proibida a adoção da tecnologia 5G da Huawei. E com isso nossos segredos de Estado serão preservados. Feliz ano novo, Brasil.

As rachadinhas do Flávio. O gabinete do ódio mantido com dinheiro público. As difamações e infâmias do Carlos. Os assédios e agressões do Eduardo. Enfim, a família do presidente estará salvaguardada. Feliz ano novo, Brasil.

A melhor maneira de acabar com o racismo é se livrar dos negros. Pois não é assim que está fazendo a Fundação Palmares? Feliz ano novo, Brasil.

E, nos legislativos do país, deputados passam a mão nos seios de deputadas para acalmá-las, e senadores inauguram a moda do dinheiro na cueca. Feliz ano novo, Brasil.


E a derrota do tráfico já está assegurada. As milícias no Rio de Janeiro e em São Paulo já expurgaram o que tinha de ruim e anexaram o resto. Hoje, dominam dois terços da área do Rio. Em São Paulo ainda falta um pouco. Feliz ano novo, Brasil.

As arapongas protegem o filho do presidente. Não é bacaninha? Enquanto isso, o presidente interfere na Policia Federal para resguardar seu filhinho injustiçado. Feliz ano novo, Brasil.

Os boçais, os fracassados, os psicopatas e os fascistas se unem fraternalmente por intermédio das redes sociais para atacar as instituições e os bons costumes. Feliz ano novo, Brasil.

E o homem se prepara para mais um mandato. Feliz ano novo, Brasil.

TENDÊNCIAS / DEBATES
Os artigos publicados com assinatura não traduzem a opinião do jornal. Sua publicação obedece ao propósito de estimular o debate dos problemas brasileiros e mundiais e de refletir as diversas tendências do pensamento contemporâneo

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.