Descrição de chapéu Café da Manhã

71% dos feminicídios e das tentativas são cometidos por parceiro; ouça podcast

Levantamento da Folha mostra que, apenas em janeiro, 119 mulheres foram vítimas no país

São Paulo

Apenas em janeiro deste ano, 179 mulheres foram vítimas de feminicídio ou sobreviveram a uma tentativa de feminicídio noticiados no país. É uma média seis crimes por dia.

Levantamento feito pela Folha para marcar o Dia Internacional da Mulher, celebrado nesta sexta (8), mostra que 71% dessas mulheres —as que morreram e as que sobreviveram— foram atacadas pelo atual ou pelo ex-companheiro. De cada 4 suspeitos, 1 tinha histórico de violência ou antecedentes criminais.

As estatísticas foram compiladas pela Folha a partir de um levantamento feito pelo advogado Jefferson Nascimento, pesquisador da USP, que se baseia em casos publicados na imprensa brasileira.

A Folha analisou notícias e tabulou dados disponíveis sobre cada caso. São 119 mortes e 60 tentativas de feminicídio.

A análise, que abrange crimes ocorridos em 25 estados, mostra que a mulher vitimada pelo crime tem, em média, 33 anos, e o agressor, um pouco mais: 38 anos.

As repórteres da Folha Júlia Zaremba, Paula Sperb e Sylvia Colombo participam deste episódio 

O programa em áudio é publicado no Spotify, serviço de streaming parceiro da Folha na iniciativa e que é especializado em música, podcast e vídeo. Para ouvir, basta se cadastrar gratuitamente no aplicativo.

Os episódios do Café da Manhã vão ao ar de segunda a sexta-feira, sempre no começo do dia, a partir das 6h.

O podcast apresentado pelos jornalistas Rodrigo Vizeu e Magê Flores conta com a participação de Emilio Sant'Anna neste episódio.

Imagem de capa do podcast Café da Manhã, com o nome do programa escrito sobre vários recortes de jornais. Logos de de Spotify e Folha de S.Paulo podem ser vistas nos cantos
Podcast Café da Manhã - Reprodução
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.