Descrição de chapéu Café da Manhã

A lentidão do cronograma de vacinas e o impacto no combate à pandemia; ouça podcast

País pode ter dificuldades para acelerar imunização, bandeira do novo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

O país pode ter dificuldades para acelerar a vacinação contra a Covid-19 ainda no primeiro semestre deste ano. Entre os problemas, estão um alto número de entregas represadas, entraves para obter insumos e contratos para a compra de imunizantes que ainda não têm aval da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, evitou dar um prazo para que o Brasil alcance a capacidade máxima prevista no PNI (Plano Nacional de Imunizações) de 2,4 milhões de doses aplicadas por dia. Nesta terça (13), o país vacinou pouco mais de 900 mil pessoas, incluindo primeira e segunda doses.

No episódio desta quarta (14), o Café da Manhã conversa com a repórter da Folha em Brasília Natália Cancian sobre os motivos da lentidão do cronograma de vacinas brasileiro e os impactos que isso traz no combate à pandemia.

O programa de áudio é publicado no Spotify, serviço de streaming parceiro da Folha na iniciativa e que é especializado em música, podcast e vídeo. É possível ouvir o episódio clicando abaixo. Para acessar no aplicativo basta se cadastrar gratuitamente.

Ouça o episódio:

O Café da Manhã é publicado de segunda a sexta-feira, sempre no começo do dia. O episódio é apresentado pelos jornalistas Maurício Meireles e Bruno Boghossian, com produção de Jéssica Maes, Laila Mouallem, Mahara Aguiar e Victor Lacombe. A edição de som é de Thomé Granemann.

Imagem de capa do podcast Café da Manhã, com o nome do programa escrito sobre vários recortes de jornais. Logos de de Spotify e Folha de S.Paulo podem ser vistas nos cantos
Podcast Café da Manhã - Reprodução
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Leia tudo sobre o tema e siga:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.