Descrição de chapéu games tecnologia

Empresa de videogames vai pagar US$ 100 milhões em processo de discriminação de gênero

Ação contra dona do 'League of Legends' se iniciou em 2018 por duas ex-funcionárias

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Los Angeles (EUA) | AFP

A Riot Games, criadora do popular jogo "League of Legends," anunciou na segunda-feira (28) que concordou em pagar US$ 100 milhões (R$ 556,4 milhões) para encerrar um processo por discriminação de gênero.

A ação foi iniciada em 2018 originalmente movida por duas agora ex-funcionárias que alegaram discriminação de gênero e assédio sexual na empresa com sede na Califórnia.

A Riot Games pagará US$ 80 milhões (R$ 453,1 milhões) às pessoas que participaram em uma demanda coletiva em 2018, o que inclui centenas de funcionários e ex-funcionários, informou a empresa em comunicado.

Jogo League of Legends em tela de celular em frente ao logo da Riot Games - Chris Delmas - 27.dez.2021/AFP

Outros US$ 20 milhões (R$ 113,2 milhões) serão usados para pagar as despesas legais dos demandantes.

O acordo ainda precisa da aprovação final do tribunal, que terá uma audiência nos próximos meses, afirmou a empresa.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Leia tudo sobre o tema e siga:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.