Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
14/12/2003 - 15h47

PT expulsa radicais do partido

Publicidade

RICARDO MIGNONE
da Folha Online, em Brasília

O Diretório Nacional do PT decidiu, por 55 votos a favor e 27 contra, expulsar do partido os deputados Luciana Genro (RS) e João Batista, o Babá (PA), e a senadora Heloísa Helena (AL).

Segundo o deputado distrital Chico Vigilante (DF), o senador Eduardo Suplicy (SP) tentou colocar em votação a opção de suspender os radicais por seis meses do partido. Mas o pedido foi negado pelos integrantes do Diretório.

Segundo Vigilante, o discurso mais veemente contra os radicais foi feito pelo líder do governo no Senado, Aloizio Mercadante (PT-SP).

Segundo Mercadante, os radicais optaram por uma "construção" diferente e espera que eles estejam errados e que se arrependam no futuro.

Ainda de acordo com relatos de Vigilante, a senadora Heloísa Helena chorou muito logo depois da decisão. "Eles ainda estão lá dentro meio perplexos", relatou o deputado.

"Essa decisão [expulsão], que eu acho que demorou muito, é a que o partido esperava", disse Vigilante.

No início da tarde, o diretório já havia decidido desligar dos quadros do PT o deputado João Fontes (SE). Foram 55 votos a favor da expulsão, 26 contra e uma abstenção.

O diretório se reuniu no hotel Blue Tree Park, em Brasília.

Leia mais
  • João Fontes entrou no PT em 1999
  • Heloísa Helena foi bóia-fria na infância
  • O engenheiro Babá se considerava alienado
  • Luciana Genro fez primeiro discurso aos 14 anos
  • Saiba mais sobre a disputa dos radicais com o PT
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página