Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
31/08/2002 - 06h23

Queda de avião no Acre deixa ao menos 23 mortos

MÁRCIO DINIZ
da Folha Online

A queda de um avião no início da noite de ontem próximo ao Aeroporto Internacional de Rio Branco, no Acre, deixou pelo menos 23 pessoas mortas. A aeronave, um Brasília EMB-120 da empresa Rico Linhas Aéreas, transportava 31 pessoas _28 passageiros e três tripulantes.

Os sobreviventes estão internados em hospitais de Rio Branco, três estão em estado grave. Até às 6h15 de hoje, 17 corpos haviam sido identificados.

Entre os mortos estão o deputado federal Ildefonço Cordeiro (PSDB-AC) sua mulher, Arlete Cordeiro, o vereador Luis Maciel da Costa, ex-secretário de Obras de Cruzeiro do Sul e candidato a deputado estadual pelo PFL, e Aílton Rodrigues, coordenador regional da Funasa (Fundação Nacional de Saúde).


O mau tempo é a causa mais provável para explicar a queda da aeronave, já que chovia forte na região.

Segundo o comandante do Corpo de Bombeiros do Acre, coronel Irineu Cunha, os trabalhos de resgate foram finalizados por volta das 3h30 (horário de Brasília). No momento estão no local apenas soldados do Exército e funcionários do DAC (Departamento de Aviação Civil) para preservarem os pertences dos passageiros e os destroços da aeronave.

De acordo com informações, parte dos passageiros que estavam no avião eram funcionários do governo do Acre, que decretou luto oficial. Alguns corpos serão velados no colégio Barão do Rio Branco.

O vôo havia saído de Cruzeiro do Sul, a 650 quilômetros de Rio Branco, e fez uma escala em Tarauacá, a 330 quilômetros da capital do Acre. Pouco antes das 21h (horário de Brasília), o avião caiu a 20 quilômetros do aeroporto de Rio Branco.

A relação de passageiros foi divulgada no início da madrugada de hoje. Segundo a Rico, a tripulação era formada por Paulo Roberto Tavares (comandante), Paulo Roberto Nascimento (co-piloto) e Kátia (comissária, cujo sobrenome não divulgado).

Pouso forçado
Este não foi o primeiro acidente envolvendo um avião no dia de ontem. Na parte da manhã, dois aviões da TAM fizeram pouso forçado em São Paulo, sem deixar vítimas graves.

Um deles teve problemas na região de Birigui (518 km a noroeste de São Paulo). O piloto ficou sem combustível e fez um pouso em um pasto e atropelou uma vaca.

O outro acidente da TAM ocorreu no aeroporto de Viracopos, em Campinas (95 km a noroeste de São Paulo), por causa de um problema no trem de pouso.

Opine:
  • Voar é seguro? Clique e saiba mais


  • Leia mais:
  • Avião cai no Acre com 31 pessoas a bordo; há mortos e feridos


  • Veja a lista de passageiros do avião que caiu na noite de ontem no Acre


  • Deputado federal do PSDB morreu em acidente com avião no Acre


  • Saiba mais sobre o avião Brasília, que caiu no Acre com 31 pessoas a bordo


  • Companhia Rico é especializada em voar na Amazônia


  • Dois aviões da TAM fazem pouso forçado em São Paulo
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página