Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
15/12/2006 - 11h12

Pica-Pau "bomba" na TV e faz a Record deixar o SBT para trás

Publicidade

LAURA MATTOS
da Folha de S.Paulo

Um velho coringa da televisão tem causado turbulência na acirrada guerra pelo segundo lugar de audiência. Depois de passar pela Globo e pelo SBT nos últimos anos, "Pica-Pau" entrou no final das tardes da Record e "bombou" no Ibope.

Exibido às 18h há exatamente um mês, o desenho roubou do SBT o segundo lugar de audiência, deixando para trás até o antes imbatível "Chaves".

Nesta semana, Silvio Santos, de surpresa como sempre, mudou a programação para tentar combater o efeito "Pica-Pau". Colocou no horário o novo programa "Minha Vida É uma Novela", com dramatização de histórias reais. Mas o desempenho de audiência do SBT piorou.

Na terça-feira, a "Turma do Pica-Pau", que vem obtendo sete e oito de média, registrou seu recorde desde a estréia na Record: dez pontos, com picos de 12, contra quatro do SBT (cada ponto equivale a 55 mil domicílios na Grande São Paulo).

Nessa faixa de audiência, o SBT chega a empatar com a Cultura (infantis) e Bandeirantes (esportes e jornalismo).

A Record está veiculando episódios mais novos do "Pica-Pau", do final dos anos 90, que antes estavam com o SBT. Animada com o desempenho do personagem, a emissora decidiu estrear no próximo mês a chamada "safra clássica", com desenhos antigos, anteriormente sob domínio da Globo.

A "Turma do Pica-Pau" faz parte de um pacote de produções comprado pela Record da distribuidora Universal, que inclui também filmes e séries, como "Lei e Ordem" e a badalada "Heroes", ainda inédita no país.

Antes de "Pica-Pau", a Record estava veiculando o seriado enlatado "Xena, a Princesa Guerreira", que em setembro e outubro não conseguiu tirar do SBT a vice-liderança no Ibope.

Álvaro Moya, veterano de televisão e especialista em histórias em quadrinhos, mostra-se admirado com a sobrevivência de "Pica-Pau", criado na década de 40 pelo cartunista norte-americano Walter Lantz. "O Pica Pau foi ao ar pela primeira vez no Brasil em 19 de setembro de 1950, na Tupi, um dia após a inauguração da televisão no país. É incrível que esteja no ar até hoje e seja sucesso", diz.

Leia mais
  • Tenor que abandonou palco canta na frente do Scala de Milão
  • Karim Aïnouz recua e cede crédito em "O Céu de Suely"
  • Bond novato valoriza ação em "007 Cassino Royale"
  • Charme de musical "Guarda-Roupa de Histórias" está nas paródias
  • Peças em SP se despedem do ano que termina
  • Tributo a Sublime faz trilha sonora pop de verão

    Especial
  • Leia tudo o que já foi publicado sobre "Pica-Pau"
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página