Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
09/10/2006 - 17h31

Google anuncia compra do YouTube por US$ 1,65 bilhão

Publicidade

da Folha Online

O Google, maior site de buscas do mundo, anunciou nesta segunda-feira a compra do site de vídeos digitais mais popular da internet, o YouTube. Segundo o Google, o negócio foi fechado por US$ 1,65 bilhão. As negociações já vinham acontecendo desde sexta-feira, conforme reportagem publicada pelo jornal "The Wall Street Journal".

O YouTube continuará a operar de maneira independente para conservar sua marca e completará o setor vídeo do Google, de acordo com um comunicado oficial divulgado nesta tarde.

Montagem
Google anunciou nesta segunda-feira a compra de YouTube por US$ 1,65 bilhão
Google anunciou nesta segunda-feira a compra de YouTube por US$ 1,650 bilhão
"A equipe do YouTube edificou uma poderosa plataforma de mídia que completa a missão do Google de organizar o mundo da informação", comentou Eric Schmidt, presidente do Google, no comunicado da empresa. Trata-se da maior aquisição já realizada pelo site.

O YouTube foi criado em 2005 por dois ex-funcionários do eBay, Steve Chen e Chad Hurley, e em pouco tempo conquistou mais de 100 milhões de consultas diárias. O QG da empresa fica em San Bruno, perto do aeroporto de San Francisco, na Califórnia.

Apesar de sua popularidade, a empresa é pequena --possui 67 funcionários-- e vem enfrentando diversas restrições ao material veiculado --aproximadamente 90% do seu conteúdo viola as leis de direitos autorais, segundo estimativas de empresas especializadas.

Nesse sentido, Google e YouTube fecharam separadamente, nesta segunda-feira, acordos com representantes da indústria fonográfica para evitar processos relacionados a direito autoral.

O YouTube fechou com a Universal Music Group, Sony BMG e a emissora de TV norte-americana CBS. O serviço Google Video, por sua vez, terá permissão de exibir videoclipes das gravadoras Sony BMG e Warner Music Group.

Parceria

AP Photo
YouTube foi criado em 2005 por Chad Hurley, 29, e Steve Chen, 27; saiba mais sobre o site
YouTube foi criado em 2005 por Chad Hurley, 29, e Steve Chen, 27; saiba mais sobre o site
A proposta do YouTube é armazenar uma grande variedade de conteúdo audiovisual: filmes, comerciais e clipes de música, assim como conteúdo amador, funcionando como um "video blog".

Já a empresa Google, avaliada em US$ 92,4 bilhões, é responsável pelo maior site de buscas do mundo, com acesso a mais de 1,3 bilhão de páginas. Criada em 1998 por dois estudantes Ph.D de Stanford, Larry Page e Sergey Brin, seu site de buscas possui cerca de 100 milhões de consultas diárias.

O Google já possuía um serviço semelhante ao YouTube, o Google Video, mas com um número de usuários bem menor --cerca de 10 milhões de consultas mensais. A ferramenta é mais uma entre muitas outras que compõem o leque de serviços da empresa --Gmail, Google Talk, Orkut, Blogger, Picasa, Google Earth, além de aplicativos para a área de trabalho e barra de ferramentas.

"Google" é um trocadilho de 'googol', palavra inventada por Milton Sirotta para designar o número 1 seguido de 100 zeros. Para a empresa, o uso do termo Google representa a missão de organizar o enorme montante de informações disponíveis na web.

O Google chegou ao Brasil em 20 de junho de 2005, estabelecendo um escritório em São Paulo voltado para a venda de espaços publicitários (Google AdWords e Google AdSense). A sede da companhia está no Vale do Silício e conta com escritórios nas Américas, Europa e Ásia.

Leia mais
  • Saiba mais sobre o YouTube, 10º site mais visitado do mundo
  • "Boom" da banda larga explica sucesso de YouTube, diz analista
  • YouTube fecha acordo com duas gravadoras e uma emissora de TV
  • "Tube" vira sobrenome de site de vídeo e surgem Sex e GayTube
  • Erramos: Google anuncia compra do YouTube por US$ 1,65 bilhão

    Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre o YouTube
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página