Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
19/01/2011 - 11h17

Moradores de Nova Friburgo (RJ) trabalham para reconstruir a cidade

Publicidade

DO RIO

Passada a tragédia das inundações, deslizamentos e desabamentos que mataram ao menos 701 pessoas na região serrana do Rio, a população de Nova Friburgo tenta pouco a pouco retomar a rotina, informa Luisa Belchior, repórter da Folha enviada à cidade.

Saiba como fazer doações para as vítimas do RJ
Veja cobertura sobre chuvas na região serrana do Rio
Veja imagens antes e depois da chuva
Veja imagens dos estragos no Rio

O comércio local funciona normalmente nesta quarta-feira, que amanheceu com o tempo nublado na região. Segundo a jornalista, há muita gente nas ruas, boa parte usando máscaras cirúrgicas devido ao excesso de poeira. Todos trabalham para limpar e reconstruir a cidade.

Enquanto isso, Exército, Marinha, Aeronáutica, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e muitos voluntários trabalham no resgate às vítimas das chuvas em locais que permanecem isolados.

"Ainda tem muita gente desaparecida e áreas com mais corpos, mas os bombeiros ainda não conseguiram chegar devido a dificuldades", relata a jornalista.

Luisa Belchior

MORTES

O número de mortos em consequência do temporal da semana passada chega a 710, segundo último balanço divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde e Defesa Civil.

De acordo com os dados, são 335 vítimas em Nova Friburgo, 292 em Teresópolis, 62 em Petrópolis e 21 em Sumidouro.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página