Saltar para o conteúdo principal
 
09/01/2018 - 10h11

Como o cérebro humano se desenvolveu ao longo dos anos

da Livraria da Folha

Divulgação
Livro alia o rigor científico a um texto inspirador e divertido para explicar desenvolvimento do cérebro humano
Livro alia o rigor científico a um texto inspirador e divertido para explicar desenvolvimento do cérebro humano

A prática de se cozinhar os alimentos foi o que possibilitou o desenvolvimento extraordinário do cérebro humano, explica a neurocientista brasileira Suzana Herculano-Houzel em "A Vantagem Humana", publicado pela Companhia das Letras.

Escrito originalmente em inglês, com tradução de Laura Teixeira Motta, o livro apresenta a tese de que o fato de o cérebro humano ter se desenvolvido mais do que o de outras espécies não foi um desvio excepcional na evolução.

A autora mostra que não é o tamanho do cérebro que interessa - elefantes, por exemplo, têm cérebros maiores que os humanos.

Neste sentido, a ingestão de alimentos cozidos possibilitou a presença de mais neurônios no córtex cerebral do que qualquer outro animal.

Bióloga formada pela UFRJ e neurocientista treinada nos Estados Unidos, França e Alemanha, Suzana Herculano-Houzel é professora associada no departamento de psicologia e biologia da Universidade Vanderbilt.

É colunista da Folha e autora de livros como "Sexo, Drogas, Rock'n'Roll... e Chocolate", "Pílulas de Neurociência para uma Vida Melhor", "Fique de Bem com Seu Cérebro", "Por que o Bocejo É Contagioso?" e "O Cérebro em Transformação".

*

A VANTAGEM HUMANA
AUTORA Suzana Herculano-Houzel
EDITORA Companhia das Letras
QUANTO R$ 46,90 (preço promocional*)

* Atenção: Preço válido por tempo limitado ou enquanto durarem os estoques.

-

 
Voltar ao topo da página