Descrição de chapéu Alalaô frevo música

Celebrando 111 anos do frevo, Recife dá início ao Carnaval nesta sexta

Em Olinda, ritmo patrimônio da humanidade também será reverenciado

Abertura do Carnaval do Recife acontece no Marco Zero da cidade
Abertura do Carnaval do Recife acontece no Marco Zero da cidade - Divulgação
Kleber Nunes
São Paulo

Recife abre nesta sexta-feira (9) a programação do Carnaval 2018. A data é ainda mais especial para a folia pernambucana: o frevo está completando 111 anos.

O ritmo será homenageado a partir das 19h30 (horário local) com o espetáculo "Frevo para o Mundo", no bairro do Recife Antigo.

Sob o comando o maestro Ademir Araújo, músicos e passistas farão um arrastão da rua da Moeda até o principal palco do Carnaval recifense, a praça do Marco Zero. No repertório, clássicos do ritmo centenário como "Voltei, Recife" e "Vassourinhas".

Confira o guia de blocos de rua das principais cidades do país

No palco, Quinteto Violado e maestro Duda cantarão a história do ritmo considerado patrimônio imaterial da humanidade. Também se apresentam os homenageados da folia deste ano —a cantora Nena Queiroga e o compositor Jota Michiles.

A exclusividade ao frevo tirou, pela primeira vez em 16 anos, o maracatu de baque virado da abertura oficial do Carnaval do Recife. Sob protestos dos integrantes, os grupos encerraram a semana pré nesta quinta-feira (8) realizando lavagem inédita do Marco Zero.

Ostentando o título de o "verdadeiro Carnaval de rua do Brasil", a festa na capital pernambucana será a menor dos últimos quatro anos. Ao todo, serão 43 polos —em 2014 foram 60— espalhados pela cidade.

No palco principal, o Marco Zero, até terça-feira (13) passarão atrações nacionais como: Lenine, Skank, Gaby Amarantos, Fundo de Quintal, Paralamas do Sucesso, Alceu Valença e Elba Ramalho.

Olinda

Depois da abertura com Alceu Valença e as agremiações mais tradicionais da cidade nesta quinta-feira (8), o segundo dia oficial do Carnaval de Olinda (PE) também será dedicado ao frevo.

Na noite desta sexta-feira (9), a partir das 19h (horário local), sobem ao palco no polo Tito Lívio, na Praça do Carmo, a orquestra Villa lobos com o maestro Clóvis, a orquestra do maestro Oséias e a orquestra Henrique Dias.

Olinda (PE) espera receber 2,3 milhões de foliões até a quarta-feira de cinzas (14). Para animar a multidão, no sobe e desce das ladeiras do sítio histórico, serão mais de 1.500 agremiações desfilando pelas ruas.

Com 100% de patrocínio, segundo a prefeitura, serão investidos R$ 8,5 milhões para os sete dias de folia olindense que tem como tema "Terra de gigantes".

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.