Descrição de chapéu Obituário Keylla de Oliveira Moreira Quintiliano (1992 - 2020)

Mortes: Viveu o casamento com o amor de sua vida por 40 dias

Keylla de Oliveira Moreira Quintiliano representava com perfeição as mulheres batalhadoras de uma grande metrópole

São Paulo

Nem sempre o relógio favorece o curso da vida.

Não houve tempo para que a agente de higiene Keylla de Oliveira Moreira Quintiliano, 27, recebesse o álbum de fotos do seu casamento com o autônomo Fábio Luís Quintiliano Moreira, 31.

Keylla morreu 40 dias após oficializar a união com o grande amor de sua vida. Foram nove anos de namoro e um casamento planejado.

Keylla de Oliveira Moreira Quintiliano (1992-2020)
Keylla de Oliveira Moreira Quintiliano (1992-2020) - Arquivo pessoal

O casal tentaria programar o nascimento do primeiro filho para junho de 2021, mês de aniversário dos dois. Depois, pensariam na casa própria.

Keylla nasceu em São Paulo e era representante das mulheres batalhadoras da grande metrópole. Saía de casa às 3h40 para trabalhar e retornava por volta de 21h. Depois, tinha os afazeres do lar. 

Durante dez anos, cuidou da irmã caçula para que sua mãe pudesse trabalhar. Mimou a criança, a ponto de realizar todas as suas vontades.

“Todo mundo tem defeitos, mas eu não os vejo em minha filha. Ela era perfeita, uma pessoa maravilhosa, humilde, generosa, a filha exemplar que qualquer um gostaria de ter”, diz a mãe, a faxineira Kelly Cristina de Oliveira, 46. 

Educada e respeitosa, Keylla tinha o dom de encantar. Sempre de bom humor, cativava a todos. 

Diariamente, o marido a acompanhava ao ponto de ônibus. Um dia, ela desmaiou e ao invés de ir ao trabalho seguiu para o hospital, de onde não saiu com vida.

“A Keylla nos ensinou a dar valor à vida e deu lições sobre compaixão”, diz a mãe.

Keylla de Oliveira Moreira Quintiliano morreu dia 28 de janeiro, aos 27 anos, após sofrer parada cardíaca. Deixa o marido, os pais e três irmãos.

coluna.obituario@grupofolha.com.br
 
Veja os anúncios de mortes

Veja os anúncios de missa

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.