Descrição de chapéu Obituário Margot Balieiro Rodrigues (1918 - 2020)

Mortes: Marcou gerações como inspetora de alunos

Margot Balieiro Rodrigues morreu aos 102 anos em Ribeirão Preto, na última sexta (16)

São Paulo

Quando recebia informes da Igreja Católica, era Margarida Balieiro Rodrigues, seu nome de batismo. Da sua conta no banco, constava Dorcelina, como foi registrada.

A dupla identidade, fruto da indecisão de seus pais, não foi suficiente para ela: quando descobriu a variante francesa para Margarida, Margot, assim passou a se apresentar.

Margot Balieiro Rodrigues viveu 102 anos e morreu na última sexta-feira (16)
Margot Balieiro Rodrigues viveu 102 anos e morreu na última sexta-feira (16) - Ana Carolina Rodrigues/Acervo da família

Evocar seu nome em Valparaíso —cidade no interior paulista em que passou a maior parte da vida— é suficiente para resgatar memórias em várias gerações de moradores que a tiveram como inspetora de alunos. Das lembranças, ficaram a paciência que tinha com os estudantes e o rigor com seus compromissos.

Com o salário do ofício que exerceu durante 30 anos, comprou religiosamente uma cesta básica por mês para uma família vulnerável da cidade.

Margot teve sonhos audaciosos e os realizou: casou-se aos 35 anos, deu à luz aos 40 e não mediu esforços para ver o filho formar-se engenheiro.

Nascida em 1918, tinha 14 anos quando as mulheres conquistaram o voto, direito que exerceu até as eleições municipais de 2008, aos 90 anos, quando o Alzheimer começou a dar seus primeiros sinais.

O avanço da doença a trouxe para mais perto da família, em Ribeirão Preto (313 km de SP). No final da vida, a visita dos netos era abastecida com brincadeiras de bola que a memória ainda guardava dos tempos de inspetora.

Margot morreu na última sexta-feira (16) aos 102 anos, cercada por seus familiares, e deixou saudades em três filhos, uma nora e 15 netos.

coluna.obituario@grupofolha.com.br

Veja os anúncios de mortes

Veja os anúncios de missa

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.