Família morre após desabamento de falésia em Pipa, no Rio Grande do Norte

Casal e filho de sete meses foram atingidos em acidente em ponto turístico

Ícaro Carvalho
Natal

Um casal e uma criança de sete meses morreram após o desabamento de uma falésia na praia de Pipa, a 86 km de Natal, por volta das 12h desta terça-feira (17). Não há mais feridos.

A Polícia Civil identificou as vítimas como Hugo Mendes Pereira, 32, de Jundiaí (SP), Stela Silva de Souza, 33, de Natal, e Sol, o filho do casal.

Segundo a polícia, o caso aconteceu na praia do Centro, na região central de Pipa, um dos destinos turísticos mais conhecidos do Rio Grande do Norte. A família estava na parte de baixo da falésia quando houve o rompimento.

Morador da praia de Pipa e empresário de passeio náutico, Igor Caetano da Silva, 25, estava próximo ao local quando aconteceu o acidente. Ele viu a família na praia.

Silva disse que a mãe estava abraçada com o bebê e que, após o desabamento, pessoas que estavam no local precisaram cavar para retirar os corpos dos escombros.

"A mãe estava abraçada de lado com o bebê. Por coincidência, tinha uma médica na praia, ela correu, ainda tentou reanimar a criança, mas não conseguiu", contou Silva.

Praia de Pipa, logo depois do desabamento de parte de uma falésia - Arquivo pessoal

Hugo Pereira era coordenador de projetos internacionais em um grupo de telecomunicações. Em outubro passado, mês em que completou 32 anos, comemorou em redes sociais a notícia que havia se tornado gerente de um dos maiores hotéis de Pipa.

"Mesmo hotel que quatro anos atrás iniciei meus trabalhos com hotelaria, volto, de novo pela porta da frente. Muito feliz."

Stela e Hugo estavam juntos oficialmente desde março de 2019. O casal gostava de viver perto do mar e sentir a natureza, como é possível ver em diversas postagens nas redes sociais.

O casal resolveu fazer o parto do bebê, Sol, em casa, na praia de Pipa. "O Sol raiou. Nosso filho acaba de nascer em casa. Minha mulher é uma Deusa", escreveu Hugo em seu Facebook.

Stela era estudante de psicologia em uma universidade privada de Natal e também cursava formação em psicoterapia somática em biossíntese. Ela deixa outro filho, Kaloã.

A governadora Fátima Bezerra (PT) lamentou as mortes em sua conta oficial no Twitter. "A partida precoce de Hugo, Stela e do filhinho deles hoje, na praia da Pipa, deixou a todos nós tristes e inconsoláveis. Minha solidariedade aos familiares, amigos e aos moradores de Pipa, onde a família vivia e era muito querida".

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, também se manifestou sobre o aciden​te. "Lamento profundamente o acidente ocorrido na praia de Pipa, no Rio Grande do Norte. Minha solidariedade aos familiares e amigos das três vítimas desta tragédia."

A praia de Pipa fica em um distrito de Tibau do Sul, cidade a cerca de 85 km de Natal. Além das praias, o local também é famoso por festivais culturais e gastronômicos.

O local não tem registrado grandes volumes de chuvas recentemente. Nesta época do ano, porém, a maré bate muito na base da falésia onde ocorreu o acidente, segundo moradores. Eles também afirmaram que não são incomuns os registros de desabamentos nas falésias após a presença de chuvas.

A Prefeitura de Tibau do Sul emitiu uma nota sobre o caso e disse que, rotineiramente, como orientação, "placas são colocadas nos locais de possíveis deslizamentos, que são arrancadas mediante a força da maré".

"Por isso, reforçamos o nosso pedido de atenção para que todos evitem proximidade das falésias, preservando assim, suas vidas." O secretário de comunicação da prefeitura, Fábio Pinheiro, disse ainda que o casal foi alertado dos riscos por um fiscal da prefeitura pouco antes do acidente.

No começo de setembro, uma turista grávida e um namorado, ambos de 21 anos e de João Pessoa (PB), perderam o controle durante um passeio de quadriciclo e caíram num trecho dessas falésias, no local conhecido como Chapadão, que tem cerca de 40 metros de altura. Ambos ficaram feridos mas foram resgatados com vida e conscientes.

Erramos: o texto foi alterado

Versão anterior deste texto dizia que a criança que morreu tinha nove meses. O correto são sete. O texto já foi corrigido.

A praia de Pipa não fica na região metropolitana de Natal e sim no município de Tibau do Sul (RN). O texto foi corrigido.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.