Crianças são retiradas de brinquedo em parque de diversão por bombeiros

Tapete Mágico, plataforma que sobe e desce, teve uma pane na Cidade da Criança, em São Bernardo; ninguém ficou ferido

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Cerca de dez crianças tiveram de ser resgatadas pelos bombeiros de um brinquedo que teve uma pane no parque Cidade da Criança, nesta quinta-feira (23), em São Bernardo do Campo, ABC. Ninguém ficou ferido.

O problema ocorreu no brinquedo Tapete Mágico, ou Tapis Volant, plataforma que sobe e desce em movimentos circulares.

Crianças são resgatadas de brinquedo que teve falha mecânica no parque Cidade da Criança, em São Bernardo do Campo - Reprodução/TV Globo

De acordo com os bombeiros, a corporação foi chamada pouco depois das 11h e quatro viaturas foram enviadas para o local.

Segundo a prefeitura, a falha técnica no brinquedo provocou o travamento do equipamento.

"Por causa da altura, o Corpo de Bombeiros foi acionado para remover cerca de 10 crianças que ficaram presas. Ninguém ficou ferido", afirmou a prefeitura, em nota.

A empresa Nova Cidade Parques São Bernardo do Campo, que administra a Cidade da Criança, acionou os bombeiros e a Polícia Militar, segundo a prefeitura.

De acordo com a administração municipal, o equipamento que apresentou problemas será interditado para manutenção. Os demais brinquedos estavam funcionando.

A concessionária disse que no momento do problema, o brinquedo entrou em modo operacional, que fez o travamento.

"A adoção do modo segurança, com o travamento da atração, obedece aos preceitos técnicos e normativos", afirmou a empresa.

Segundo ela, o brinquedo tem capacidade para receber até 40 pessoas. "Todas as atrações [35] da Cidade da Criança têm manutenção e são submetidas a testes de segurança diários."

Em julho de 2019, uma mulher de 40 anos morreu depois de cair de uma montanha-russa em miniatura, na Cidade da Criança. A doméstica Ilma Pereira de Souza teria passado mal, quando andava no brinquedo Brocumela junto com sua filha, na época com 6 anos.

Com mais de 50 anos de história, a Cidade da Criança sofreu ameaça de fechamento em 2020, quando a então gestora do parque chegou a dizer que iria encerrar as atividades do local, mas depois recuou.

Durante a pandemia de Covid-19, o parque chegou ficar seis meses sem funcionar e voltou a abrir em outubro de 2020.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.