Descrição de chapéu Coronavírus

Bolsonaro diz a apoiadores que é preciso 'ter calma' para reabrir escolas

Presidente disse que tentou reabrir escolas militares, mas que a reação de pais foi negativa

Brasília

Defensor de um isolamento social mais flexível diante da pandemia de Covid-19, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse nesta quinta-feira (21) que é preciso ter calma para reabrir escolas.

Ao chegar ao Palácio da Alvorada no fim da tarde, Bolsonaro não falou com a imprensa, mas conversou com apoiadores. Um menino de 11 anos, que estuda em uma escola particular, pediu ao presidente que as escolas fossem reabertas.

Jair Bolsonaro disse que chegou a conversar com o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), sobre a reabertura das escolas militares —responsabilidade da União— e das cívico-militares e da Polícia Militar, o que cabe ao governador e relatou que a reação dos pais dos alunos não foi positiva.

"Tem pai que acha que o filho vai para a escola e vai ter problema sério. Então, tem que ter calma", disse Bolsonaro.

"A população tem que ir entendendo aos poucos o que é este vírus, que ele realmente é muito perigoso para quem tem certa idade, para quem tem alguma doença. Para a juventude não tem este perigo todo. Estamos analisando aí... Os pais [têm que] afastar aquela ideia de pavor que tinha no tocante ao vírus para a gente poder abrir", afirmou o presidente.

Bolsonaro disse que as academias de Exército, Marinha e Aeronáutica não fecharam e que está "acelerando" o retorno das aulas da academia da Polícia Federal.

O presidente também relatou uma reunião que teve mais cedo com o prefeito do Rio de Janeiro, Marcello Crivella (Republicanos) e disse que o comércio na capital fluminense deve reabrir em breve.

"Hoje conversei com o prefeito Crivella sobre as questões que são de competência dele, não são minhas, no Rio de Janeiro. Foi uma conversa muito boa. Acho que a gente está na iminência de abrir, com responsabilidade, é lógico, o comércio para que a miséria não faça valer no Brasil. Porque a pessoa desempregada não tem saúde, quem não tem saúde....", afirmou Bolsonaro aos apoiadores.​

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.