Michelle Bolsonaro entrega prêmio da Fundação Banco do Brasil dedicado à primeira infância

Primeira-dama foi elogiada pelo apoio a programas sociais por ministro na premiação que reconhece tecnologias sociais

Eliane Trindade
Brasília

A primeira-dama Michelle Bolsonaro entregou prêmio especial dedicado à primeira infância na 10ª edição do Prêmio FBB de Tecnologias Sociais, promovido pela Fundação Banco do Brasil, na noite desta quarta-feira (16).

A mulher do presidente Jair Bolsonaro foi elogiada por Osmar Terra, ministro da Cidadania, pelo suporte aos programas sociais do governo, entre eles o Programa Criança Feliz, de atenção à primeira infância. 

"Temos forte apoio da primeira-dama na atenção à primeira infância e no programa de atendimento a 800 mil crianças do Bolsa Família", discursou Terra.

 

Ao subir ao palco pela primeira vez na abertura da premiação, Michelle Bolsonaro saudou a Orquestra Jovem da Ceilândia, "minha cidade amada". Em seguida, leu um curto discurso

"Sabemos que a transformação que queremos só será possível com a união de todos os setores da sociedade. A prática do voluntariado é um ato de humanidade, serenidade e amor. Exprime um trabalho que gera impactos benéficos para toda a sociedade", disse a primeira-dama.

Presidente da Pátria Voluntária, programa vinculado ao Ministério da Cidadania, ela foi chamada ao palco novamente para entregar o troféu de vencedor da categoria especial ao programa Primeira Infância Melhor, da Secretaria de Saúde do Estado do Rio Grande do Sul.

Nesta 10ª Edição, o Prêmio FBB de Tecnologias Sociais teve 24 finalistas concorrendo em sete categorias nacionais e uma internacional.

Realizado desde 2001, a cada dois anos, a premiação já reconheceu 1.400 tecnologias sociais e passou a reconhecer também iniciativas da América Latina.

"Somos a maior premiação do terceiro setor e o prêmio está cada vez maior", disse o presidente da FBB, Asclepius Soares. "Por resolverem problemas complexos de modo simples as tecnologias sociais são apaixonantes e um convite para transformar o Brasil."

Entre as principais tecnologias sociais reconhecidas na noite está a de reuso de resíduos de vidro de aterros sanitários, desenvolvida pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná - Campus Toledo, vencedora na categoria Meio Ambiente.

Uma novidade desta edição foram as duas categorias em parceria com o Instituto C&A, cuja gerente de comunicação, Gabriela Rocha, esteve na premiação presenciando o potencial de impacto das diferentes soluções premiadas.

"Foi um prazer participar do Prêmio. Esta parceria com a FBB demonstrou que juntos podemos ir mais longe. Ficamos emocionadas em conhecer tantas organizações sérias, que atuam com importantes temas pelo Brasil, incluindo ações que transformam indústria da moda em uma força para o bem e que possibilitam às trabalhadoras e trabalhadores prosperarem, terem vidas mais dignas e justas", afirma.

Em Mulheres na Agroecologia foi premiada a iniciativa Mulheres Protagonistas no Beneficiamento de Produtos Agroecológicos, da Cooperativa Agropecuária de Alagoas.

Na categoria Algodão Agroecológico, a tecnologia social vencedora foi a desenvolvida pela Associação de Apoio a Políticas de Melhoria de Qualidade de Vida, Meio Ambiente e Verticalização da Produção Familiar, de Remígio (PB), que tem no algodão orgânico ferramenta de geração de renda.

Neste ano, a premiação recebeu 801 inscrições. Dessas, 123 tecnologias sociais passaram a fazer parte do Banco de Tecnologia Sociais da FBB, que passou a se chamar Plataforma Transforma. 

É uma base de dados online que reúne metodologias reconhecidas por promoverem a resolução de problemas comuns a diversas comunidades brasileiras. São 1.110 iniciativas no total, disponíveis para reaplicação.

Ao final da cerimônia, Michelle Bolsonaro foi convidada novamente a subir ao palco para fazer uma foto ao lado dos músicos da orquestra da Ceilândia, cidade satélite onde nasceu. Na sequência, a primeira-dama saiu rapidamente do Ball Room do Royal Tulip Brasília Alvorada, cercada de seguranças e sem dar entrevista.

A editora do Prêmio Empreendedor Social viajou a Brasília a convite da Fundação Banco do Brasil

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.