Campanha aponta que comunidades brasileiras consomem R$ 9,6 bi ao mês

Iniciativa do Outdoor Social mostra o potencial de consumo das periferias do país

São Paulo

Até março, Outdoor Social —negócio de impacto social voltado para as comunidades e periferias do país— irá conduzir a campanha #BrasilReal nas redes sociais, com o objetivo de apresentar dados sobre o crescente potencial de consumo das periferias brasileiras. 

Segundo levantamento do Outdoor Social Inteligência (OSI), 12 milhões de pessoas vivem em 6.329 comunidades e periferias brasileiras. Juntas, elas têm potencial de movimentar R$9,6 bilhões por mês e R$168 bi por ano.

A ideia da campanha #BrasilReal é mostrar ao mercado que as regiões periféricas do país também representam oportunidades de negócio, uma vez que consomem produtos e têm identidade cultural própria. 

Empreendedores de negócios de impacto social, acelerados pela Artemisia, visitam o Jardim Ângela, zona sul de São Paulo
Empreendedores de negócios de impacto social visitam o Jardim Ângela, zona sul de São Paulo - Divulgação

“Precisamos desconstruir a imagem de gueto cristalizada e comprovar que elas movimentam bilhões de reais por ano", diz Emília Rabello, fundadora do Outdoor Social.

"Queremos revelar a virtuosidade desses territórios para promover uma troca entre marcas e periferias. Assim, vamos fortalecer a economia da quebrada ampliar o número de consumidores gerando dividendos para a sociedade como um todo”, completa.

A campanha está sendo divulgada por meio de posts nas páginas do Facebook e Instagram do negócio de impacto.

Um vídeo também foi produzido trazendo depoimentos de publicitários, influenciadores, creators periféricos, além de moradores das comunidades sobre o que é o Brasil Real na visão deles.

Os dados divulgados pelo Outdoor Social deram origem ao recentemente formado G10 das Favelas, um bloco econômico que envolve as dez maiores comunidades do país:  Rocinha (RJ), Rio das Pedras (RJ), Heliópolis (SP), Paraisópolis (SP), Cidade de Deus (AM), Baixadas da Condor (PA), Baixadas da Estrada Nova Jurunas (PA), Casa Amarela (PE), Coroadinho (MA) e Sol Nascente (DF). 

De acordo com os números do Outdoor Social, essas dez maiores periferias do país têm renda média mensal de R$ 2.700 e alto poder de compra nos principais segmentos, sendo eles alimentação (R$27 bi); artigos de limpeza (R$1,3 bi); calçados (R$2,4 bi); eletrodomésticos (R$4,5 bi); medicamentos (R$6,4 bi); itens de higiene pessoal (R$4,4 bi); material de construção (R$8 bi) e educação (R$1,6 bi).

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.