Descrição de chapéu Coronavírus

Como e para quem doar alimentos e itens de higiene

Veja entidades que aceitam doações para levar cestas básicas às populações mais vulneráveis ao coronavíus

São Paulo

É grande a mobilização de entidades da sociedade civil para arrecadar alimentos e produtos de higiene para as populações mais vulneráveis do país durante a pandemia.

A seguir, uma lista das principais iniciativas e como contribuir para campanhas de arrecadação.

Para doar alimentos

União BR

Com objetivo de ajudar a organizar a captação e a distribuição dos recursos doados surgiu o movimento União BR em 18 de março. Trata-se de um trabalho voluntário de articulação para apoiar as comunidades mais vulneráveis aos efeitos da pandemia.

Formado pelos subgrupos como União SP —que arrecadou 3 milhões de cestas básicas em 24 horas—, União Rio e União GO, a estratégia é encontrar maneiras de direcionar os recursos privados para apoiar as comunidades.

"Nosso objetivo é juntar as pontas, reunir pessoas que querem doar de maneira segura e eficaz", diz a advogada Marcella Monteiro de Barros, líder do União Rio. Uma das frentes de atuação é captar produtos de higiene e cestas básicas.

Já foram angariadas 72 toneladas de alimentos, 20 mil litros de produtos de limpeza e higiene, que devem chegar a 12.800 famílias em 18 comunidades.

"Somos 500 pessoas envolvidas direta ou indiretamente no movimento. Temos um corpo técnico, ligado a instituições renomadas, que está nos auxiliando nas questões relacionadas às políticas públicas", diz Marcella. São eles: Instituto da Criança, Instituto Desiderata, IEPS, Ekloos e Instituto Phi.

Ação da Cidadania + Movimento Bem Maior

A ONG Ação da Cidadania está, em parceria com o Movimento Bem Maior e a plataforma de crowdfunding Benfeitoria, arrecadando doações que serão revertidas em cestas com alimentos não perecíveis e materiais de higiene para os trabalhadores e famílias impactados pelo novo coronavírus e que estão, neste momento, sem qualquer possibilidade de geração de renda.

Com parcerias com empresas como iFood e AME Digital, a Ação da Cidadania já está engajada na distribuição de alimentos desde as chuvas no sudeste, quando distribuiu quase 400 toneladas de alimentos no RJ, SP e MG, e segue agora com entregas para as vítimas econômicas e sociais da pandemia. A primeira entrega foi no Rio de Janeiro, de 40 toneladas de cestas com alimentos não perecíveis, nesta quarta-feira (25).

Banco de Alimentos

A ONG Banco de Alimentos lançou uma campanha para fortalecer a entrega de alimentos durante a quarentena para entidades sociais que não podem suspender seus atendimentos.

Doações que impactam a vida de idosos, pacientes e crianças em situação de vulnerabilidade social. “Quem tem fome não pode esperar” é o lema da campanha. Para doar, acesse o site oficial.

Gastromotiva

A Gastromotiva lidera duas iniciativas para colocar comida na mesa dos que mais precisam.

A primeira é a redistribuição de todas as doações de alimentos que receberem para 13 associações parceiras que realizam refeições solidárias mas estão com as atividades suspensas por conta do Covid-19.

Interessados em ajudar devem doar os alimentos no Refettorio Gastromotiva, na rua da Lapa, 108, Rio de Janeiro, de segunda a sexta-feira entre 8h e 20h.

Já a segunda iniciativa é o projeto Cozinhas Solidárias, uma rede de empreendedorismo social que leva emprego e comida para a população de baixa renda.

Para manter a operação do Refettorio e abrir o maior número possível de Cozinhas Solidárias, foi criado pela organização o Fundo de Emergência Gastromotiva Covid-19.

Os recursos arrecadados serão utilizados para garantir a manutenção da Gastromotiva e do Refettorio Gastromotiva. Também vão garantir que todas as Cozinhas Solidárias recebam seus kits completos para que as cozinheiras possam se transformar em empreendedoras sociais, distribuindo refeições nas comunidades carentes onde moram.

Doações devem ser destinadas para CNPJ: 08.505.223/0001-12 / Banco Itaú (341) / Agência: 0619 / Conta corrente: 35732-0.​

travess.a

A travess.a, plataforma que trabalha com pesquisa e projetos de urbanização em territórios de baixa representatividade pública e privada, está arrecadando fundos para a compra de cestas básicas para três comunidades da zona leste de São Paulo —Jardim Lapena, Vila Jacuí e Jardim Morumbizinho.

São mais de 3.000 famílias impactadas pela iniciativa. As doações podem ser acompanhadas pelas publicações do projeto em sua conta no Instagram.

Qualquer valor pode ser doado para Instituto Nova União da Arte / CNPJ: 07.676.917/0001-50 / Banco do Brasil / Agência: 1267-X / Conta corrente: 55141-4.

Instituto GPA

Maior varejista alimentar da América do Sul, o GPA anuncia a doação de kits com itens alimentares e de limpeza para auxiliar mais de 30 mil famílias.

As doações, feitas pelas bandeiras Extra e Assaí, serão realizadas pelo Instituto GPA, braço social do grupo, para pessoas em situação de risco ou vulnerabilidade.

Mais de 300 mil produtos, como arroz, feijão, massas e desinfetantes, serão doados para entidades em São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará, Pernambuco, Bahia, Goiás e Rondônia. A distribuição das doações às famílias será feita pelas instituições parceiras.

Caso o cliente queira contribuir com a campanha de solidariedade, é possível doar cestas básicas ou quantias em dinheiro por meio dos aplicativos Pão de Açúcar Mais e Clube Extra.

A partir de segunda-feira (6), as estrelas acumuladas pelo programa Meus Prêmios poderão ser revertidas em doações, que os consumidores poderão destinar diretamente para instituições como a Rede da Maré, Cruz Vermelha, Conexsus ou Tide Setubal.

Por meio do e-commerce do Pão de Açúcar e do Clube Extra também é possível fazer doações de cestas básicas para a instituição Amigos do Bem. Empresários ou pessoas jurídicas parceiras do GPA também poderão doar quantias para compras de produtos nas lojas do grupo, com crédito de 3% sob o valor doado.

Além disso, serão disponibilizados para aqueles parceiros que queiram realizar doação de produtos, cestas básicas a preço de custo para retirada na Central de Distribuição da companhia.

Para doar itens de higiene

Unicef

O Unicef Brasil está fazendo a ponte entre empresas que querem doar itens de saúde e higiene e as comunidades mais vulneráveis em todo o país.

Está focando esforços, também, na disseminação de informações confiáveis para a população, em especial famílias com crianças. E está trabalhando com governos nos níveis federal, estadual e municipal, empresas e sociedade civil para mitigar o impacto da crise e garantir a continuidade dos serviços essenciais –saúde, educação, assistência social e proteção contra a violência– , adaptados à nova realidade.

Todo o trabalho do Unicef depende de doações de pessoas físicas e empresas, que podem ser feitas pelo site ou pelo telefone 0800 605 2020.

Centro de Estudos da Maternidade Escola de Vila Nova Cachoeirinha

A organização está arrecadando doações para levar às comunidades carentes Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e insumos para o combate ao coronavírus.

Qualquer contribuição pode ser feita para Centro de Estudos Maternidade de Vila Nova Cachoeirinha - CEMEVNC / CNPJ: 59.494.401/0001-98, em duas contas: Banco do Brasil / Agência: 1898-8 / Conta corrente: 29978-2 e Banco Itaú / Agência: 0756 / Conta corrente: 15142-9.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.