Como derrota de Nadal faz Federer voltar a ser número 1 sem jogar

Espanhol perde em Madri e cai no ranking, enquanto suíço segue sem atuar no saibro

São Paulo

O tenista suíço Roger Federer voltará à liderança do ranking mundial da ATP (Associação de Profissionais do Tênis) na próxima segunda-feira (14), mesmo sem jogar desde março. O jogador de 36 anos ultrapassará o espanhol Rafael Nadal, que perdeu nesta sexta-feira (11) nas quartas de final do Masters 1.000 de Madri para o austríaco Dominic Thiem, por 2 a 0, com parciais de 7/5 e 6/3.

Nadal lamenta após derrota para Dominic Thiem nas quartas de final do Masters 1.000 de Madri
Nadal lamenta após derrota para Dominic Thiem nas quartas de final do Masters 1.000 de Madri - Oscar del Pozo/AFP

Nadal havia sido campeão em Madri em 2017 e perderá 820 pontos no ranking por não ter repetido o resultado, ficando com 7.950. Federer, por sua vez, não “defendia” pontos, já que também não disputou o torneio espanhol no último ano, e permanece com 8.670.

Desde 2017, Federer não disputa torneios no saibro para se poupar fisicamente para a temporada de grama, seu tipo de piso favorito. O suíço já confirmou que está fora de Roland Garros, Grand Slam que começa em 27 de maio.

A última aparição de Federer no circuito foi em 24 de março, em derrota na estreia do Masters 1.000 de Miami para o australiano Thanasi Kokkinakis, por 2 sets a 1. Em 2018, o suíço foi campeão do Aberto da Austrália e do torneio de Roterdã, além de vice-campeão no Masters 1.000 de Indian Wells, nos EUA.

Dominic Thiem havia sido o último jogador a derrotar Nadal no saibro, nas quartas de final do Masters 1.000 de Roma de 2017. O jogador de 24 anos também encerrou a série de sets consecutivos do espanhol na superfície. Nesta quinta-feira (10), Nadal havia quebrado o recorde de sets seguidos em um mesmo piso ao vencer o 50º, um a mais que o americano John McEnroe no extinto carpete.

Na próxima semana, Nadal poderá recuperar a liderança em Roma. Por ter perdido nas quartas de final do torneio italiano em 2017, o espanhol “defende” apenas 180 pontos e passará Federer se for campeão.

Thiem enfrenta o sul-africano Kevin Anderson na semifinal em Madri.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.