Leclerc tem problema no motor e é superado por Hamilton no Bahrein

Piloto da Ferrari dominou a prova, mas um problema impediu sua 1ª vitória na F-1

 
São Paulo | UOL

Lewis Hamilton contou com a sorte para vencer o GP do Bahrein neste domingo (31).

Charles Leclerc, da Ferrari, conquistou a pole position no sábado (30), a primeira de sua carreira, e dominou a prova de hoje desde o início.

Porém, um problema no motor do seu carro atrapalhou o que seria sua primeira conquista na Fórmula 1. O piloto ficou com a terceira colocação, enquanto Bottas, da Mercedes, ficou em segundo.

Lewis Hamilton, da Mercedes, brinda com Charles Leclerc, piloto da Ferrari, no pódio do GP do Barein
Lewis Hamilton, da Mercedes, brinda com Charles Leclerc, piloto da Ferrari, no pódio do GP do Barein - Thaier Al-Sudani/Reuters

Faltando pouco mais de 10 voltas para acabar a corrida, Charles Leclerc comunicou à Ferrari que seu carro estava estranho. A recuperação de energia do carro falhou e o piloto de 21 anos não pode fazer nada para impedir a ultrapassagem do rival da Mercedes.

A corrida terminou com safety car na pista por causa de problemas com Hulkenberg na penúltima volta. O carro de segurança ficou em ação até a última volta.

"Decepcionante para o Charles Leclerc, ele fez uma grande corrida", disse Hamilton no rádio após sua vitória.

O clima na Ferrari foi de frustração. Leclerc tinha tudo para fazer uma corrida perfeita. Recuperou a primeira colocação na sexta volta em cima de Vettel e ali ficou até a 47ª volta, quando seu carro falhou.

O duelo mais empolgante da corrida foi entre Sebastian Vettel e Lewis Hamilton. Se na 23ª volta o piloto da Ferrari nem precisou fazer muito esforço para deixar o britânico para trás, na 37ª quem levou a melhor foi Hamilton. 

Para piorar, o piloto da Ferrari ainda rodou e despencou na classificação, chegando a ser o 8º após o incidente, que o obrigou a trocar a asa de seu carro. Vettel terminou a corrida na 5ª colocação, longe do pódio. 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.