Descrição de chapéu Campeonato Paulista

Corinthians nunca fez tão poucos gols por jogo para ser campeão

Time fechou a campanha do título paulista com apenas 16 gols em 18 partidas

Marcos Guedes Toni Assis
São Paulo

Ao vencer o São Paulo por 2 a 1, neste domingo (21), em Itaquera, e levar o Campeonato Paulista, o time fechou a campanha do título com 16 gols em 18 partidas, uma média de 0,89 por rodada.

Entre todas as 49 principais taças erguidas anteriormente pelo clube em 109 anos de história, só uma delas tinha sido levantada com menos de um gol por confronto: a do Campeonato Brasileiro de 1990. Na ocasião, com 23 gols em 25 partidas, a média (0,92) foi ligeiramente superior à exibida no Estadual de 2019.

O roteiro dos triunfos foi semelhante. Desta vez, como há 29 anos, o Corinthians contou com um goleiro seguro —Ronaldo em 1990 e Cássio agora— , apresentou uma trajetória irregular, teve um ataque econômico e viu um camisa 9 fazer o gol do título: Vagner Love assumiu o papel que coubera a Tupãzinho.

De novo, tal qual ocorreu há quase três décadas, o time encontrou o São Paulo na final e encerrou a disputa com sua torcida apaixonada em festa. 

Em 2019, o Morumbi foi palco apenas do primeiro duelo decisivo, um 0 a 0 bem condizente com o estilo defensivo das duas equipes. O segundo jogo foi disputado no estádio de Itaquera, que pela primeira vez recebeu uma final entre os donos da casa e um de seus principais rivais.

Assim como no Brasileiro de 1990, o Corinthians conviveu com críticas no caminho até a conquista da taça do Paulista.

A defesa se manteve firme ao longo da maior parte da competição, uma marca de seu treinador, Fábio Carille. Levou 13 gols em 18 partidas, com média de 0,72 por rodada. O problema foi o ataque, que não conseguiu balançar a rede mais do que duas vezes em nenhuma ocasião.

"Se a gente não fosse criticado por algumas partidas que nós fizemos, alguma coisa estaria errada", afirmou o técnico corintiano.

"A gente não precisa esperar uma manifestação da imprensa ou da torcida para saber se está bem ou mal. E os jogadores sabem que, após algumas partidas, eu falei para eles: 'Precisa jogar mais'", concluiu o tricampeão Carille.

Ele tentou fazer uma equipe mais ofensiva no início da temporada, mas logo desistiu da ideia. E voltou ao estilo que já havia lhe rendido as duas edições anteriores do próprio Paulista —o que faz dele o primeiro técnico tricampeão estadual pelo Corinthians desde 1924— e o Campeonato Brasileiro de 2017.

No embate derradeiro, o time até buscou mais o gol do que vinha fazendo. Teve mais posse de bola e saiu na frente em um escanteio concluído por Danilo Avelar, aos 31 minutos do primeiro tempo. Aos 48, porém, Antony ficou com uma sobra e empatou.

Na etapa final, mais uma vez, mesmo com um ataque que fez poucos gols na competição, o time da casa buscou mais a área do que o adversário. Foi premiado aos 44 minutos, com gol de Vagner Love, que ainda não havia balançado a rede no torneio.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.