Três alpinistas são dados por mortos após avalanche no Canadá

Profissionais renomados, eles desapareceram enquanto escalavam montanha

São Paulo | AFP

O americano Jess Roskelle e os austríacos Hansjörg Auer e David Lama, alpinistas profissionais reconhecidos mundialmente, desapareceram e foram dados por mortos após una avalanche enquanto escalavam uma montanha no Canadá, informou a agência federal de parques do país.

Roskelley, 36, Auer, 35, e Lama, 28, desapareceram na noite de terça-feira (16), quando passavam pelo Pico Howse, uma área isolada e de difícil acesso na parte norte do parque nacional Banff, localizado na província de Alberta (oeste).

Cadeia de montanhas no Parque Nacional de Banff, no Canadá
Cadeia de montanhas no parque nacional de Banff, no Canadá - Lubomir Chudoba - 26.set.18/Fotolia

As buscas pelos três, descritos como "alpinistas profissionais e muito experientes", começaram na manhã de quarta-feira e as equipes de socorro encontraram na região "indícios de várias avalanches e restos de material de escalada", acrescentou a Agência de Parques do Canadá (Parcs Canada).

"Com base na avaliação do cenário", a agência "supõe que os três membros do grupo faleceram", indica o comunicado, acrescentando que as condições meteorológicas adversas favoreceram os riscos de avalanche nesse setor montanhoso, que fica na fronteira entre Alberta e a Columbia Britânica.

A Parcs Canadá informou também que as buscas foram suspensas "por avalanches adicionais e pelas condições perigosas no local".

John Roskelley, pai de Jess e também alpinista profissional, afirmou que é pouco provável que os três tenham sobrevivido, segundo uma entrevista a um jornal local de Washington.

"O local em que estavam foi percorrido pela primeira vez em 2000. É um dos caminhos em que condições têm que ser perfeitas, caso contrário vira um pesadelo. E foi isso que aconteceu", explicou o veterano montanhista ao jornal Spokesman-Review.

Considerado um dos melhores alpinistas americanos de todos os tempos, John Roskelley alcançou em 2003 o topo do Monte Everest com o filho Jess, quando este tinha apenas 20 anos, convertendo-se assim no mais jovem montanhista a chegar no topo do mundo.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.