Bolsonaro assiste à apresentação de jiu-jítsu brasileiro em Abu Dhabi

Acompanhado do príncipe dos Emirados Árabes Unidos, presidente participou do evento no palácio presidencial

Ana Estela de Sousa Pinto
Abu Dhabi

O presidente Jair Bolsonaro assistiu neste domingo (27) a uma apresentação de jiu-jítsu brasileiro no palácio presidencial de Abu Dhabi, onde está em visita oficial desde sábado.

Ao lado do dirigente do país, o xeque Mohammed bin Zayed al Nahyan, príncipe herdeiro dos Emirados Árabes Unidos, com quem almoçou antes da apresentação, Bolsonaro acompanhou as demonstrações em um dos salões do palácio, no meio do qual foi montado um tatame azul.

Bolsonaro assiste a apresentação de jiu-jítsu brasileiro no palácio presidencial de Abu Dhabi
Bolsonaro assiste apresentação de jiu-jítsu brasileiro no palácio presidencial de Abu Dhabi - Enzo Gracie/Arquivo Pessoal

Participou também do evento o lutador e empresário brasileiro, Enzo Gracie, nomeado este ano como embaixador do Turismo do Brasil.

Gracie é um defensor ardoroso da família Bolsonaro nas redes sociais e se aproximou do filho do presidente e deputado federal, Eduardo.

Também é amigo do príncipe Tahnoon Bin Zayed Al Nahyan —um dos 16 herdeiros do xeque fundador do país, que se apaixonou pelo jiu-jítsu quando estudava nos EUA, nos anos 1990, e o difundiu primeiro por Abu Dhabi e depois pelos outros seis emirados que constituem o país.

A apresentação foi assistida também pela comitiva que acompanha Bolsonaro e por convidados do príncipe herdeiro.

A arte marcial brasileira também foi demonstrada ao presidente russo, Vladimir Putin, que visitou o país neste mês.

Nos Emirados, Bolsonaro participou de seminário empresarial, visitou um monumento militar e acertou acordos e memorandos.

 

Neste domingo, deve ainda visitar a maior mesquita do país e tem um encontro com empresários da Firjan, federação industrial fluminense.

O jiu-jítsu foi adotado em 2008 pelo Conselho de Educação de Abu Dhabi no currículo escolar. 

É ensinado a mais de 76 mil alunos, segundo a Federação de Jiu-Jítsu de Abu Dhabi. Cada escola tem dois instrutores disponíveis das 7h30 às 14h. As meninas também treinam —com faixas-preta mulheres.

Por ordem do governo, todo clube de futebol de Abu Dhabi mantém uma equipe da arte marcial. Bases militares e polícias dos sete emirados praticam jiu-jítsu, e todo cidadão pode aprender de graça em centros de treinamento.

Indicada para crianças a partir dos 4 anos de idade, a arte marcial é adotada “para desenvolver saúde, disciplina e senso de equipe dos alunos”, de acordo com o Conselho de Educação emiradense.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.