Djokovic domina Federer e buscará oitavo título no Australian Open

Campeão nas 7 finais que jogou em Melbourne, sérvio aguarda Thiem ou Zverev

São Paulo

O tenista sérvio Novak Djokovic, 32, venceu o suíço Roger Federer, 38, nas semifinais do Australian Open, nesta quinta-feira (30), por 3 sets a 0 (7/6 6/4 e 6/3). Ele buscará no domingo (2) a sua oitava conquista do Grand Slam disputado em Melbourne.

No primeiro set, Federer liderou a maior parte do tempo com uma quebra de saque de vantagem —e esteve perto de obter a segunda—, mas ela foi devolvida no momento em que ele sacava para fechar a parcial.

 

A partir de então, Djokovic elevou seu nível, venceu um tiebreak com facilidade e manteve a superioridade nos sets seguintes, em que o suíço aparentava ter dificuldade em sua movimentação. Ele chegou a receber atendimento médico na região lombar.

Na decisão, o sérvio terá pela frente o vencedor da outra semifinal, que será disputada às 5h30 desta sexta (31), entre o alemão Alexander Zverev, 22, e o austríaco Dominic Thiem, 26. Quem quer que avance para enfrentar o número 2 do ranking chegará à final do Australian Open pela primeira fase na carreira.

Novak Djokovic e Roger Federer se cumprimentam após a semifinal
Novak Djokovic e Roger Federer se cumprimentam após a semifinal - Issei Kato/Reuters

Djokovic venceu as sete decisões que disputou em Melbourne, a última delas no ano passado, sobre Rafael Nadal. Ao todo, ele soma 16 títulos de Slams —é o terceiro melhor da história nesse critério, atrás de Nadal (19) e Federer (20).

No confronto direto, o sérvio leva a melhor sobre o suíço por 27 a 23 e não é derrotado pelo rival em Slams desde a edição de 2012 de Wimbledon.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.