Grêmio fecha venda de Everton Cebolinha para o Benfica de Jesus

Atacante foi um pedido do ex-técnico do Flamengo, que assumiu o clube português

Jeremias Wernek Marinho Saldanha Thiago Fernandes
UOL

O Grêmio definiu a venda do atacante Everton Cebolinha na tarde desta sexta-feira (7). O jogador não participará do jogo contra o Fluminense, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro, domingo (9), em Porto Alegre.

Everton comemora gol pelo Grêmio na Libertadores de 2019
Everton comemora gol pelo Grêmio na Libertadores de 2019 - Jorge Adorno - 23.abr.2019/Reuters

A negociação movimenta, inicialmente, 22 milhões de euros (R$ 140,6 milhões). O valor poderá ficar maior a partir da correção monetária das parcelas diluídas em três anos. O total pode chegar a 24 milhões de euros (R$ 153,3 milhões).

O valor também poderá crescer a partir de gatilhos estabelecidos em contrato que serão ativados de acordo com o aproveitamento dele em Portugal. O clube brasileiro ficará com 15% sobre a valorização do jogador em uma segunda venda. Ou seja, se Everton for vendido por um preço superior ao que o Benfica pagará ao Grêmio, os tricolores terão direito a 15% sobre a diferença.

O clube gaúcho aguarda um documento para oficializar o acordo. As partes, inclusive parceiros em direitos econômicos do jogador, já têm acordo fechado.

O atleta embarcará até segunda-feira (10) para o Portugal. Everton, de 24 anos, já havia falado em tom de despedida após o último clássico Gre-Nal. O Grêmio venceu o Inter por 2 a 0.

Nesta temporada, o atacante soma três gols em 14 jogos. No total, são 274 partidas oficiais e 69 gols. O vínculo do jogador com o Benfica em sua primeira experiência na Europa será de quatro a cinco anos.

A chegada atende a pedido do técnico Jorge Jesus, ex-Flamengo, responsável pela indicação do atleta e que, inclusive, telefonou para ele e o convenceu a atuar sob seu comando.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.