Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
20/07/2005 - 19h10

Ex-mulher acusa Valdemar de ter feito "Operação Taiwan"

Publicidade

ROSE ANE SILVEIRA
da Folha Online, em Brasília

Maria Christina Mendes Caldeira, a ex-mulher do deputado Valdemar Costa Neto (PL-SP), confirmou nesta quarta-feira ao Conselho de Ética da Câmara que seu ex-marido recebeu dinheiro de empresários de Taiwan para financiar a campanha eleitoral da chapa PT-PL à presidência da República em 2002. A doação teria sido algo em torno de R$ 5 milhões na época, de acordo com ela.

Maria Christina disse que ficou sabendo do repasse em 2004, quando viajou para Taiwan com Costa Neto. Na ocasião, ela serviu de intérprete entre o então marido e um dos doadores do dinheiro durante um jantar. Neste encontro, o empresário teria perguntado a Costa Neto se o PT teria recebido a doação porque ninguém do partido ou do governo teria entrado em contato com as autoridades de Taiwan.

"Segundo este senhor, o Brasil estava cada dia mais próximo da China. Valdemar respondeu que o dinheiro tinha sido repassado e que o problema era o momento político no Brasil, que estava difícil, por isto a falta de contato."

Ainda de acordo com seu depoimento, ao chegar ao hotel onde estavam hospedados, Maria Christina perguntou sobre dinheiro e Costa Neto afirmou que era uma doação para campanha eleitoral.

"O deputado Valdemar me disse que devido a coligação, e uma coisa chamada verticalização, que eu não sei o que é, o PL foi prejudicado nas eleições de 2002 e ele pegou parte dos recursos de Taiwan para compensar integrantes do partido. Outra parte ele repassou para o senhor Delúbio Soares."

Fantasiosa

Por meio de sua assessoria de imprensa, Costa Neto disse que as declarações da ex-mulher são "fantasiosas". A assessoria de imprensa questionou o fato de Taiwan investir em uma campanha cujo então candidato tinha simpatia à China.

Ainda segundo a assessoria de imprensa, Maria Christina também mentiu sobre os seus compromissos em Taiwan. Disse que a ex-mulher de Costa Neto participou apenas de um almoço e que jamais serviu como intérprete. A assessoria de imprensa informou ainda que a ex-mulher de Costa Neto está sendo processada judicialmente por calúnia devido a estas declarações.

Leia mais
  • Valdemar Costa Neto recebeu dinheiro de Delúbio, diz ex-mulher
  • Entenda o "mensalão"
  • Delúbio confirma encontro no dia 11 e diz que Valério é de confiança

    Especial
  • Leia a cobertura completa sobre a CPI dos Correios
  • Leia a cobertura completa sobre o "mensalão"
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página