Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
03/01/2007 - 11h00

Aécio delega área social a políticos e cria "Poupança Jovem"

Publicidade

PAULO PEIXOTO
da Agência Folha, em Belo Horizonte

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), entregou as pastas da área social do seu segundo mandato para políticos, minoria entre o secretariado da nova gestão (7 dos 19).

A área social foi anunciada como uma das prioridades do novo governo, e um dos programas que será um dos destaques nesse setor é o Poupança Jovem, direcionado a jovens carentes.

Ao empossar os secretários ontem, Aécio disse que buscará com a equipe nomeada o que chamou de "Estado para resultados", com técnicos especializados em gestão, planejamento e finanças. São 12 secretários considerados "técnicos".

Nas pastas de maior cunho social predominaram os nomes políticos, menos na Educação. Nas três secretarias voltadas para o desenvolvimento social das regiões pobres do Estado e das populações menos favorecidas, foram nomeados deputados do PSDB.

Caberá ao deputado estadual reeleito Fahim Sawan, médico, comandar a pasta de Esportes e Juventude, na qual estará abrigado o Poupança Jovem, um programa anunciado por Aécio durante a campanha eleitoral.

Poupança Jovem

Com R$ 50 milhões no Orçamento de 2007, o Poupança Jovem será destinado a jovens carentes que receberão R$ 1.000 por ano em uma conta poupança e sacarão o dinheiro ao fim de três anos, quando concluírem o segundo grau. Com o dinheiro, poderão abrir um negócio, associado com outros jovens do programa, com promessa de assistência e orientação.

Para fazer jus à poupança, o jovem terá metas a cumprir, como participar de projetos solidários, não ter passagem pela polícia e ter boas notas na escola.

O recurso alocado prevê 50 mil jovens no programa no seu primeiro ano, mas o próprio governo considera que esse número pode não ser alcançado em 2007 por causa da formação do cadastro, que ainda não existe.

Embora administrado por um secretário político, um técnico vai acompanhar de perto a execução do Poupança Jovem. É o vice-governador Antonio Anastasia (PSDB), que foi quem gestou esse programa.

Desenvolvimento Social

O Desenvolvimento Social será conduzido pelo deputado federal reeleito Custódio Mattos. Segundo Aécio, Mattos, especialista em administração pública, terá um papel político importante, por causa da necessária relação que essa secretaria deve ter com Brasília.

Na Secretaria Extraordinária para o Desenvolvimento do Norte de Minas, Vale do Jequitinhonha e Mucuri, as três regiões mais pobres do Estado, foi reconduzida ao cargo, após se reeleger, a deputada estadual Elbe Brandão (PSDB).

Na Saúde, Aécio reconduziu ao cargo o economista Marcus Pestana (PSDB), que era secretário da pasta desde 2003 e se desincompatibilizou no ano passado para disputar as eleições. Com experiência executiva, ele foi eleito deputado estadual.

Leia mais
  • Erramos: Aécio delega área social a políticos e cria "Poupança Jovem"
  • Ministros vão seguir Lula e tirar folgas em janeiro
  • Lula reserva segundo dia pós-posse para reuniões com ministros
  • Furlan diz a Lula que deixará ministério
  • Alckmin faz crítica a Lula e diz que discurso não é "fermento da economia"

    Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre o governador Aécio Neves
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página