Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
16/02/2007 - 19h07

No Dia da Mulher, Câmara vai homenagear "dançarina da pizza" e sanguessugas

Publicidade

ANDREZA MATAIS
GABRIELA GUERREIRO
da Folha Online, em Brasília

A Câmara dos Deputados vai homenagear cinco ex-deputadas acusadas de envolvimento na máfia dos sanguessugas. Também será homenageada a ex-deputada Ângela Guadagnin (PT-SP), que protagonizou a "dança da pizza". As parlamentares terão suas fotos incluídas em galeria das mulheres que participaram da história do Parlamento. As imagens terão destaque na entrada da Câmara.

Alan Marques/Folha Imagem
Ex-deputada Ângela Guadagnin
Ex-deputada Ângela Guadagnin
A idéia partiu das atuais parlamentares como parte das comemorações pelo Dia Internacional da Mulher. A auto-homenagem inclui as ex-deputadas Laura Carneiro (PFL-RJ), Celcita Pinheiro (PFL-MT), Elaine Costa (PTB-RJ), Edna Macedo (PTB-SP) e Almerinda de Carvalho (PMDB-RJ) --todas investigadas por suposta participação no esquema de compra superfaturada de ambulâncias.

A Câmara já tem uma galeria de fotos de ex-deputadas, que agora será atualizada com imagens das 30 parlamentares da última legislatura que não se reelegeram. A atual galeria está situada em um local de pequena visibilidade na Casa.

As atuais deputadas também decidiram transferir a galeria para a entrada do anexo 2 da Câmara --próximo à área de comissões da Casa onde o trânsito de pessoas é intenso.

A deputada Luiza Erundina (PSB-SP), uma das organizadoras das comemorações do Dia da Mulher, disse que a lembrança é merecida. "É uma homenagem mais do que justa, é a Câmara que está homenageando a história das ex-deputadas de luta pelas mulheres", defendeu. Como foi reeleita, a deputada não terá a foto incluída na galeria.

Festa

Além de terem as fotos estampadas na Câmara, as ex-deputadas também serão chamadas para participar da reinauguração. "Vamos convidá-las para os eventos de comemoração e trazer as fotos para a entrada do anexo 2. Nós já somos invisíveis na Casa, então não podemos deixar a galeria também escondida", disse.

Segundo Erundina, a própria Câmara deve providenciar as fotos das ex-deputadas. As parlamentares também vão lançar no dia 8 de março campanha para a aprovação de proposta de emenda constitucional (PEC) que cria um cargo na Mesa Diretora da Casa que deve, necessariamente, ser ocupado por uma mulher. Na história da Câmara, as mulheres nunca chegaram à direção da Casa.

No Senado, em contrapartida, as mulheres têm tradição em ocupar cargos na Mesa Diretora --além de estamparem as fotografias em uma galeria na Casa. Na última legislatura, que terminou em janeiro, a senadora Serys Slhessarenko (PT-MT) era a primeira suplente da Mesa.

Foi a senadora petista que sugeriu que o Senado tivesse uma galeria de fotos das senadoras. Na época, as parlamentares foram criticadas não somente pela iniciativa, mas também porque a galeria mostrava as senadoras em fotos antigas --de quando eram mais jovens. Depois das críticas, a maioria trocou o quadro.

A galeria das senadores, ao contrário da Câmara, foi instalada no corredor das comissões permanentes da Casa --um dos mais freqüentados do Senado.

Leia mais
  • Deputada da dança da pizza diz que sua carreira não se restringe a 20 segundos
  • PF indicia Suassuna e Celcita por crimes relacionados à máfia dos sanguessugas
  • Livro "Políticos do Brasil" mostra evolução do patrimônio dos deputados

    Especial
  • Leia mais sobre o Dia Internacional da Mulher
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página