Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
31/05/2009 - 12h08

Zebra, Rio Branco tenta "o possível" nas Bahamas pela Copa-2014

Publicidade

RODRIGO MATTOS
da Folha de S.Paulo, em Nassau

Sem credenciamento e fora da lista das favoritas, Luiz Volpato, representante do comitê de Rio Branco para o Mundial, chegou ontem a Nassau para o anúncio das sedes da Copa-2014. Com recursos próprios, explicou, por isso fazer parte do seu contrato com a cidade.

"Viemos tentar alguma coisa. Se não puder ser sede, ver o que é possível para se envolver na Copa. Acho que era minha obrigação", afirmou o arquiteto, que veio de Londres, onde mora e estuda.

Com crise, cofre público deve bancar arenas para a Copa-2014
Fifa anuncia sedes da Copa-2014 e futuros elefantes brancos
Cartolas marcados por escândalos escolheram sedes do Mundial-2014

Ontem, ainda tentava credenciamento junto à organização do Congresso da Fifa. A CBF deixou claro que as cidades candidatas não estavam convidadas. A confederação ficou de analisar o pedido.

Do comitê de candidatura do Paraná surgiu a informação de que o vice-governador Orlando Pessuti, que coordena a campanha de Curitiba, também estaria em Nassau. Mas a sua presença não foi confirmada pela reportagem.

A convite mesmo de fato da Fifa, só representantes de federações estaduais brasileiras, como a do Rio, São Paulo, Rio Grande do Sul e Distrito Federal, que estão nas Bahamas para participar da assembleia geral da entidade, que começa na próxima terça-feira.

Eles não participaram da definição final sobre as cidades-sedes. Apenas da discussão de outras questões, como a interferência de governos em organismos esportivos, uma das pautas da Fifa.

Comentários dos leitores
william francisco (2) 02/02/2010 13h43
william francisco (2) 02/02/2010 13h43
uma coisa que tenho que dizer:"em todas as copas eu torco pelo brasil, mas se a de 2014 ter a final no rio vou torcer para o barsil ganhar todas as partidas sem tomar gols e pegar a argentima na final e torcer pra argentina tomar um gol no primeiro e o brasil inteiro gritando campeão até o segundo tempo e aí então a argentina virar o jogo fazer o brasil chorar pro povo ter vergonha na cara e aprender a trabalhar pelo seu território e não pelo territorio dos outros!" sem opinião
avalie fechar
william francisco (2) 02/02/2010 13h37
william francisco (2) 02/02/2010 13h37
pois é!só se falam em final no rio de janeiro,enquanto isso josé serra apóia o rio porquê não tem a competencia de botar o estado e a capital mais rica do país numa disputa pra sediar a final,também os burros e ignorantes que aprenderam a viver e a crescer sobre a influência da mídia de rio e são paulo também acham que a final deve ser no rio de janeiro.burro também é quem fala qua a copa não poderia ser no brasil porque o dinheiro que vai ser gasto com a realização da copa deveria ser gasto na saúde e educação, deve achar que o brasil só vai gastar e não vai ganhar nada com isso né?no meio de tanta gente analfabeta culturalmente eu acho que o governo e as entidades não governamentais que trabalham em pról da amazônia poderiam lutar em pról de uma final em manaus e usar a copa como um meio de escrúpulos em pról do maior patrimonio que o brasil ainda tem!com isso o brasil poderia fazer mídia em pról da amazônia, levar desenvolvimento a mais para o interior do país e deixar essa idéia ridicula de rio,rio,rio, porque assim o brasil vai reduzir só ario e são paulo.cada governante tem que lutar pelo seu território, o certo da final deveria ser em manaus, mas claro que eu tenho minha preferencia em particular que é belo horizonte,capital do meu estado,sede de meu clube de preferencia,agora uns bananas imcompetentes que não tem poder de dar estrutura pro seu estado apoiar rio, brincadeira.acho que os outros governantes deveriam lutar pra sediarem a final,principalmente MG,DF e AM. sem opinião
avalie fechar
Carlos José dos Santos (542) 30/01/2010 13h57
Carlos José dos Santos (542) 30/01/2010 13h57
"Em Londres, Sérgio Cabral minimiza risco de segurança para Rio-2016"
Claro! Quem não circula à pé pela cidade e utiliza helicópteros e limusines com batedores da Polícia não precisa se preocupar com a segurança.
1 opinião
avalie fechar
Comente esta reportagem Veja todos os comentários (311)
Termos e condições
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página