Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
16/03/2005 - 23h56

Palmeiras e Santo André apenas empatam pela Libertadores

Publicidade

da Folha Online

Palmeiras e Santo André empataram por 1 a 1, na noite desta quarta-feira, no Parque Antarctica, em partida válida pela Taça Libertadores da América-05. A partida foi uma reedição do confronto das quartas-de-final da Copa do Brasil-2004, quando a equipe do ABC eliminou o rival.

O futebol brasileiro não tinha um duelo entre dois dos seus clubes na Libertadores desde 2001, quando o mesmo Palmeiras duelou contra o Cruzeiro. Na ocasião, também houve empate, mas por 2 a 2, no Mineirão.

Esta foi a segunda partida seguida da equipe palmeirense sem vitórias em seu estádio. No último domingo, a equipe foi derrotada por 2 a 1 pela Portuguesa, em partida válida pelo Campeonato Paulista. A equipe enfrenta o rival Corinthians no próximo domingo, pelo Estadual.

O resultado manteve o time comandado pelo técnico Candinho na liderança isolada do Grupo 4 da competição sul-americana, com 5 pontos ganhos em três partidas --na estréia, os palmeirenses haviam empatado com o Cerro Porteño (PAR), por 1 a 1, e na última rodada vencido o Deportivo Táchira(VEN), por 3 a 0, em casa. O Santo André ocupa na última colocação com dois pontos, junto com o Cerro Porteño, que tem um jogo a menos.

O técnico Candinho optou pela escalação de Pedrinho no lugar de Ricardinho, fazendo companhia a Osmar no ataque. O jogador, muito acionado, foi o melhor jogador do time na partida.

A partida, embora tivesse um ligeiro domínio do Palmeiras, teve um início bastante truncado, com muitas jogadas pelo meio, que foram bem bloqueadas pelas defesas.

Aos 10min, após jogada ensaiada em cobrança de falta, Pedrinho chutou forte de fora da área, à esquerda do goleiro Julio César. E os chutes de longa distância também foram as únicas jogadas do Santo André, que apenas se defendeu no primeiro tempo, e fez o goleiro Marcos trabalhar apenas aos 28min, em um chute de Ramalho.

Apático e desorganizado, o Palmeiras criou pouco durante todo o primeiro tempo, e insistia em jogadas nos pés de Pedrinho, sempre bem marcado. O excesso de cruzamentos na área do Santo André facilitava o trabalho dos zagueiros do time do ABC.

A melhor chance do Palmeiras no primeiro tempo veio aos 46min. Após contra-ataque, Diego Souza lançou Osmar na direita, e o atacante invadiu a área e chutou para boa defesa do goleiro Julio César.

Na segunda etapa, o Palmeiras voltou com Ricardinho no lugar de Diego Souza, e Pedrinho passou a jogar mais recuado. Jogando na meia, Pedrinho criou a primeira boa chance do Palmeiras no segundo tempo, aos 12min, ao bater de fora da área para boa defesa do goleiro do Santo André.

Um minuto depois, Ricardinho recebeu bola na esquerda, invadiu a área do Santo André, mas chutou fraco para fora. Aos 16min, Pedrinho cobrou falta da meia-lua, para mais uma boa defesa de Julio César.

Aos 32 min finalmente o gol: após lançamento de Correia para a grande área, Pedrinho, o homem do jogo, soltou um belo chute de perna esquerda indefensável para o goleiro Julio César.

Porém o Santo André respondeu logo em seguida. Aos 37min, após confusão na área palmeirense, a bola sobrou para Rafinha chutar sem chances para o goleiro Marcos. A bola ainda desviou no volante Marcinho antes de entrar.

Depois do gol do time do ABC, o Palmeiras se lançou desesperadamente ao ataque, mas esbarrou no bom sistema defensivo do Santo André.

Pela Taça Libertadores, o próximo confronto palmeirense será novamente contra o Santo André, no dia 19 de abril, no estádio Bruno José Daniel, no ABC paulista. Pelo Campeonato Estadual, a equipe faz no próximo domingo o clássico contra o Corinthians, no Morumbi. Já o Santo André visita a Portuguesa Santista, no sábado.

Leia mais
  • São Caetano é eliminado em casa pelo Treze-PB
  • São Paulo empata contra o Quilmes e quebra tabu na Argentina

    Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre o Palmeiras na Libertadores
  • Leia o que já foi publicado sobre o Santo André na Libertadores
  • Leia mais notícias no especial da Libertadores-2005
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página