Descrição de chapéu Moda

Lenny Niemeyer usa artesanato nacional para transformar banalidade em beleza

Looks monocromáticos e maiôs drapeados compõem coleção de alto verão

Pedro Diniz Giuliana Mesquita
São Paulo

“Posso olhar para o Brasil em todas as coleções que as peças serão sempre diferentes”, disse Lenny Niemeyer minutos antes de seu desfile nesta quarta-feira (25), na São Paulo Fashion Week. A estilista paulista descreve sua coleção como um apanhado de hits de sua carreira.

Seu verão é um mix dos modelos mais vendidos. Voltaram os maiôs com detalhes drapeados, os macramês de franjas e as estampas tropicais de outrora. A palha, importante elemento de suas criações, apareceu estampado em calças amplas leves e no top com detalhes de cestaria. 

 

A novidade são as parcas utilitárias (com bolsos grandes), curtas na frente e os looks monocromáticos em azul e roxo com calças clochard —tipo de peça com cintura alta presa por um cinto. 

“Gosto de valorizar o artesanato natural”, afirma a estilista. O top com o trançado enfeitado de contas de metal demorou cerca de uma semana para ficar pronto. 

Lenny, talvez a que melhor represente o espírito de sofisticação da moda carioca, lança mão de elementos óbvios sobre o Brasil —o verde e o amarelo são bases de diversas propostas. 

Esta não é uma de suas coleções mais inspiradas, mas ainda assim deixa claro seu talento de transformar banalidade em beleza.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.