Frase sobre estupro dita em 1972 motiva suspensão de mostra Jodorowsky

Segundo ele, declaração de que teria estuprado uma atriz não passou de propaganda surrealista

São Paulo

Nesta semana, o El Museo del Barrio, em Nova York, cancelou uma grande retrospectiva que faria de Alejandro Jodorowsky por conta do reaparecimento de uma frase dos anos 1970 do artista chileno em que ele dizia ter estuprado uma colega.

O museu disse em declaração, na segunda (4), que a decisão de cancelar a mostra foi tomada depois da análise de declaração de Jodorowsky "sobre um ato de violência sexual por ele perpetrado" durante as filmagens de "El Topo".

O estupro teria ocorrido durante as filmagens de "El Topo" (1970) e estaria descrito no livro de 1972 "El Topo: A Book of the Film". Ali, Jodorowsky escreve: "Eu a estuprei. E ela gritou".

Nesta quinta (7), o artista veio a público para explicar a situação. Em declaração à revista Artforum, ele diz que o caso não passou de uma estratégia de publicidade.

um homem de cabelos e barbas brancas em uma sala com muitos livros
O escritor e cineasta Alejandro Jodorowsky - David Cavallo/Reuters

"Essas palavras 'eu estuprei minha atriz' foram ditas 50 anos atrás pelo El Topo, um bandido vestido em couro preto que ninguém sabia quem era. Eram palavras, não fatos, publicidade surrealista para entrar no mundo do cinema numa posição de obscuridade. Eu não aprovo o estupro, mas explorei o valor de choque de uma frase naquele momento, seguido por anos de movimento  panico [formado também por Fernando Arrabal e Roland Topor] e outras interações de choque para motivar liberação de energia", disse ele.

"Eu reconheço que minha declaração é problemática porque tem a violência fictícia contra uma mulher como ferramenta de exposição, e, agora, 50 anos depois, eu lamento que esteja sendo lida como verdade. Minha prática é centrada na cura e no amor. Eu convido ao diálogo pelo espírito do progresso", completou.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.