Descrição de chapéu Cinema

Filme 'O Confeiteiro' abre nova edição do Ciclo Cinema e Psicanálise

Evento gratuito, no MIS, terá temas baseados em obra de Freud

Cena do filme 'O Confeiteiro', coprodução entre Israel e Alemanha
Cena do filme 'O Confeiteiro', coprodução entre Israel e Alemanha - Divulgação
São Paulo

Começa no dia 26 (terça-feira) a temporada 2019 do Ciclo Cinema e Psicanálise, com sessão do filme “O Confeiteiro”, pré-concorrente israelense ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro.

O evento é realizado em uma parceria da Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo (SBPSP) com o Museu da Imagem e do Som, onde o ciclo acontecerá, e apoio da Folha. Os primeiros longas exibidos tratarão de temas relacionados à sexualidade.

Após a sessão, haverá um debate com a presença do psicanalista Tiago da Silva Porto e do cineasta Fábio Kow, que lançou em 2018 seu primeiro filme, o documentário “Tsé”, sobre a história de sua avó, imigrante polonesa sobrevivente do Holocausto. A diretora de cultura e comunidade da SBPSP, Luciana Saddi, mediará a conversa.

Coprodução de Israel e Alemanha, o filme exibido conta a história de um confeiteiro alemão que, ao ficar sabendo da morte de seu amante, viaja a Jerusalém para entrar em contato com a viúva e o filho do morto. Lá, ele acaba se envolvendo na vida e no luto de ambos, complicando ainda mais a situação.

O tema que norteia a seleção de filmes é o ensaio “O Mal-Estar na Civilização”, de Freud (1856-1939). Na obra, o autor afirma que o progresso civilizatório humano exige renunciar à agressividade e à sexualidade, o que tornaria o homem refém de um sentimento de culpa inconsciente e um constante mal-estar.

A sessão é gratuita e acontecerá a partir das 19h, no auditório do MIS (av. Europa, 158, Jardim Europa). Para participar, é necessário comparecer à bilheteria do museu com uma hora de antecedência para retirar o ingresso.

A próxima edição do evento, realizado sempre às terças-feiras, acontecerá no dia 16 de abril, com exibição do filme argentino “Kiki: Os Segredos do Desejo”, do diretor Paco León.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.