Acusador de Kevin Spacey desiste de ação contra ator por abuso sexual

Caso ainda corre na esfera criminal; homem diz que ator tocou seu pênis por três minutos

São Paulo

O homem que acusa o ator Kevin Spacey por abuso sexual, ocorrido em um restaurante nos Estados Unidos, em 2016, voltou atrás no seu processo, seis dias após ser apresentado.

A ação judicial foi arquivada e a notificação, entregue pelo advogado do jovem ao tribunal na quarta (3), não especificou o motivo da desistência ou se eles chegaram a um acordo. 

As acusações alegavam que o ator “tocou e acariciou suas partes íntimas durante três minutos” e "causou sofrimento mental severo, permanente e lesões emocionais”. Spacey nega os fatos.

O ator de "House of Cards" já enfrenta um processo criminal pelo caso. A acusação veio à tona em 2017 com a jornalista televisiva Heather Unruh. 

Ela acusou Spacey de dar bebidas alcoólicas para seu filho de 18 anos e depois agredi-lo sexualmente no restaurante e bar onde o adolescente trabalhava, na cidade de Nantucket, no estado de Massachusetts.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.