Descrição de chapéu Televisão

Sucesso editorial estrondoso, 'Diário de Pilar' vira série de TV para crianças

Com trilha sonora de nomes como Carlinhos Brown e Céu, programa tem 26 episódios independentes

Guilherme Henrique

Flávia Lins e Silva está sempre rodeada por crianças. A começar pela própria filha, que intervém durante a entrevista que a escritora deu à Folha para falar sobre o futuro de “Diário de Pilar”.

Depois, são sobrinhos, os filhos dos amigos e por aí vai. Esse universo, envolto em imaginação e descobertas, tem servido de orientação para o sucesso editorial com mais de 260 mil exemplares vendidos no Brasil e traduzido na Alemanha, França, Polônia, entre outros.

“Sempre que eu vou criar uma nova Pilar consulto as crianças. Aí aparecem algumas questões: ‘Ah, mudei de escola’, ‘Estou com muitos pesadelos’. Elas participam intensamente do processo criativo, me dão muita inspiração”, afirma.

Pilar não é uma jovem-modelo. Brinca e se diverte, mas também resolve conflitos entre os seus pares. Desde 2010, quando a série estreou com aventuras na Grécia, a menina conheceu, ao lado do amigo Breno e do gato Samba, luagres de todos os países possíveis, para tentar apaziguar aquilo que ela chama de “gulodice geográfica”.

A fantasia apresentada pela autora vai ganhar outra proporção. A literatura rompeu a barreira do livro para ganhar forma em uma série com 26 episódios, de 11 minutos cada, a ser exibida no Nat Geo Kids. 
A ideia, ao desmembrar a narrativa, é possibilitar que cada episódio seja uma história independente. 

A primeira temporada, que vai passar por Grécia, China e a Cordilheira dos Andes, tem direção de Bruno Bask e Humberto Avelar. A trilha inclui canções de Carlinhos Brown e seu filho, Chico Brown, Arnaldo Antunes e Céu.

 

A atriz e dubladora Carol Valença dá voz a Pilar. Além dela, participam da produção nomes como Thiago Lacerda, Dani Suzuki e Mel Lisboa.

“Os personagens infantis da atualidade precisaram se adaptar às novas mídias e à comunicação através de vários veículos simultaneamente. Essa é uma demanda do próprio público infantil, que vivencia simultaneamente todas essas experiências de forma muito natural”, diz Bask.

“Nascidos na literatura ou não, os heróis infantis agora precisam ser encontrados facilmente na internet, na TV, nos aplicativos e no cinema.”

Cena da animação ‘Diário de Pilar’, baseada nos livros de Flávia Lins e Silva
Cena da animação ‘Diário de Pilar’, baseada nos livros de Flávia Lins e Silva - Divulgação

Para a autora, “quem gosta do livro vai querer ver a série, porque é uma viagem ampliada, com imagens”. A mudança de plataforma, diz, também ajuda no alcance para debater o diferente.

O objetivo é continuar municiando as crianças com informações diversas, sem excluir o outro. “Acho que elas estão sempre abertas ao mundo, ao diferente. Elas embarcam numa ótima para todos os lugares, e a gente vai trazendo, apresentando, unindo as visões de mundo. Aumentando a diversidade”, diz Lins e Silva.

Ao mostrar a diversidade, a autora propõe algum tipo de reflexão não só para as crianças, mas também para os adultos. “Quando os pais não aceitam o diferente, eles influenciam os seus filhos. Originalmente, as crianças estão abertas a aceitar tudo”.

Além disso, ela acredita que o êxito editorial, agora impulsionado pela TV, ajuda a desmistificar a ideia de que a criança brasileira não gosta de ler. “Cada um precisa encontrar o seu livro. Tem aquele jovem que vai ler coisas de humor, outro vai procurar histórias em quadrinhos.”

Nos últimos anos, Pilar já viajou para Grécia, Amazônia, Egito, Machu Picchu, África e China. A próxima aventura será na Índia. Desbravar é, para Lins e Silva, um dos segredos para que a série faça tanto sucesso. “Ela está sempre envolvida em alguma aventura, algo que pega meninos e meninas. A Pilar leva o leitor a viajar com ela, e isso dá certo, porque ele se sente próximo da narrativa”, completa.

Além do sucesso com Diário de Pilar, a escritora também assina a série "Detetives do Prédio Azul" (DPA), no ar há sete anos no canal Gloob, e é co-roteirista da série Valentins, com Cláudia Abreu.

Diário de Pilar
Nat Geo Kids, de seg. a sex., às 17h30

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.