Descrição de chapéu Livros

Autobiografia de Woody Allen já tem editora no Brasil e sai no segundo semestre

Globo Livros comprou os direitos da obra, que será traduzida por Santiago Nazarian

São Paulo

A controversa autobiografia de Woody Allen já tem editora no Brasil e será publicada no segundo semestre. A obra sai aqui pela Globo Livros, com tradução do escritor Santiago Nazarian, informa Mauro Palermo, diretor editorial da casa.

Os direitos foram comprados pela editora em um leilão com outras casas, feito com ofertas às cegas —ou seja, os editores receberam apenas uma vaga descrição do que seria o livro, sem acesso ao original ou sequer algum capítulo dele.

A obra saiu nos Estados Unidos no fim de março, pela independente Arcade, depois que a editora original, a Hachette, desistiu de publicá-la depois de um protesto de seus funcionários contra o lançamento.

Alguns grandes editores brasileiros não quiseram participar da disputa por receio da reação do público ou pelo fato de não poderem ter acesso a nenhum conteúdo do livro com antecedência. O cineasta é acusado por Dylan, sua filha com a atriz Mia Farrow, de abuso sexual, crime que teria acontecido em 1992 —Allen, que nunca foi declarado culpado após duas investigações, nega ter abusado da filha.

Palermo, diretor da Globo Livros, diz saber que a reação ao lançamento no Brasil "não será desprezível".

"Sabemos que haverá reação, mas ao mesmo tempo consideramos que, assim como vocês jornalistas dão o direito a todos de se expressarem, tínhamos que dar voz a ele. Se ele fez uma coisa que as pessoas consideram errada, talvez ele tenha outro ponto de vista e venha contar uma história diferente", diz ele.

Palermo afirma não ter data exata ainda para o lançamento, por causa do fechamento do varejo diante da crise do coronavírus. Como a Globo Livros fez um "investimento grande" na compra da obra, a ideia é que ela possa ser comercializada com as livrarias já abertas. O plano, por ora, é lançá-la no segundo semestre.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.