Morre Florian Schneider, um dos fundadores da banda Kraftwerk, aos 73 anos

Músico, vítima de um câncer, foi pioneiro da música eletrônica e responsável pelos primeiros hits do gênero

São Paulo

O músico alemão Florian Schneider, um dos fundadores do Kraftwerk, morreu aos 73 anos. Segundo um comunicado enviado pela banda a veículos americanos, a morte aconteceu há quase um mês atrás, dias depois do aniversário de Schneider, comemorado em 7 de abril, e foi causada por complicações de um câncer que o artista enfrentava.

Conhecida como pioneira na música eletrônica, a banda Kraftwerk surgiu no início da década de 1970 na Alemanha e ganhou notoriedade após o lançamento do álbum "Autobahn", em 1974, que se destaca pelo forte uso de sintetizadores. Na época, o disco ficou entre os cinco mais ouvidos no Reino Unido e nos Estados Unidos.

Florian Schneider à frente em álbum da banda Kraftwerk
Florian Schneider à frente em álbum da banda Kraftwerk - Reprodução

Schneider esteve na banda durante 40 anos –incluindo períodos de sucesso dos álbuns "Trans Europe Express", de 1977, e "The Man Machine", de 1978. Ele deixou o grupo em 2008.

O primeiro prêmio Grammy do Kraftwerk foi conquistado em 2017, na categoria de melhor álbum, com a obra "3-D The Catalog". Três anos antes, o grupo havia sido homenageado na cerimônia.

"Ficamos totalmente arrasados ao saber", escreveram os membros da banda Orchestral Manoeuvres in the Dark, no Twitter.

"Dizer que ele foi massivamente influente e mudou o próprio som da música, ainda é um eufemismo", afirmou também o roteirista Edgar Wright.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.