Descrição de chapéu Cinema

Sociedade Amigos da Cinemateca deve conduzir a Cinemateca Brasileira

Ainda assim, a SAC não será a gestora em definitivo, mas executará prestação de serviço temporaria

São Paulo

O governo federal deve firmar um contrato emergencial com a Sociedade Amigos da Cinemateca, a SAC, preenchendo um vácuo deixado após a União não ter renovado contrato com a Acerp, a Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto, que, além da Cinemateca, também gerenciava a TV Escola. É o que dizem pessoas familiarizadas com a entidade.

Desde dezembro do ano passado a Acerp não recebia recursos do governo federal. O seu contrato com a União previa o recebimento de R$ 12 milhões.

Em agosto, o secretário especial da Cultura do governo Federal, Mário Frias, enviou um ofício à associação pedindo "a entrega das chaves". Dois dias depois, a Polícia Federal acompanhou representantes da Secretaria Especial da Cultura em uma operação na Cinemateca. Na ocasião, o Ministério do Turismo afirmou que o episódio finalizava "processo de transferência de posse para a União".

Nesta quarta (2), foi anunciado que o governo federal planeja revelar em breve o nome da entidade que tomará conta da Cinemateca enquanto a chamada pública não chega.

Segundo o cineasta Roberto Gervitz, coordenador do grupo SOS Cinemateca, que tem conversado com a Secretaria do Audioviosual, "nunca entrou em discussão outra organização social que pudesse fazer isso [prestar serviços emergenciais à Cinemateca]. Eu imagino que deva ser uma questão meramente burocrática".

Ainda assim, Gervitz prefere não se precipitar. "Nós só iremos comemorar essa vitória quando tudo estiver assinado", diz.

Outro cineasta ligado ao SOS Cinemateca diz que as conversas já estão bem avançadas. Segundo ele, só faltaria uma certidão para formalizar o contrato, sem saber especificar qual é.

Mas, pelo menos por ora, a SAC não será a entidade gestora da Cinemateca em definitivo, mas aa responsável pela execução de um plano de ação de prestação de serviço temporária. O Ministério do Turismo deve finalizar um edital para a escolha oficial da OS gestora no início do ano que vem.

Em julho, o vereador Natalini (PV) organizou uma vaquinha de emendas e arrecadou R$ 580 mil para Cinemateca. No entanto, a transferência dos recursos depende de autorização do governo federal para que a Sociedade Amigos da Cinemateca receba e aplique esse montante —o que até agora não foi feito.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.