Descrição de chapéu Brexit

Elton John e mais cem músicos dizem que brexit ameaça shows na Europa

Em carta, artistas afirmam que o fim da livre circulação entre Reino Unido e União Europeia inviabiliza turnês

Reuters

Mais de cem músicos britânicos, incluindo estrelas como Elton John, Ed Sheeran, Sting e Roger Waters, publicaram uma carta dizendo que as turnês na Europa podem estar com os dias contados devido ao brexit.

Com o fim da livre circulação entre o continente e o Reino Unido desde 1º de janeiro, os artistas passaram a precisar de vistos de trabalho para entrar em qualquer país da União Europeia, o que implica em mais despesas e dificuldades burocráticas.

Segundo a carta, os custos adicionais dos novos trâmites tornarão muitas turnês inviáveis, especialmente para os músicos emergentes, que já estão sofrendo com as adversidades da pandemia.

"O acordo feito com a UE tem um buraco onde deveria estar a prometida liberdade de circulação para os músicos: todos em uma turnê musical europeia agora precisarão de autorizações de trabalho caras e uma montanha de papelada para seus equipamentos", diz o documento publicado pelo jornal The Times, nesta quarta-feira (20).

Na carta, os artistas acusaram o governo de Boris Johnson de falhar vergonhosamente e pedem que as autoridades negociem um acordo recíproco permitindo viagens em turnê.

O governo britânico afirma ter feito propostas à União Europeia para chegar a um acordo sobre viagens temporárias que incluiria os músicos, mas afirma que ele foi rejeitado.

Já o negociador europeu Michel Barnier nega ter se oposto à livre-circulação desses profissionais e disse ter apresentado a Londres "propostas bastante ambiciosas sobre mobilidade".

Entre os signatários, há músicos de praticamente todos os estilos. A lista inclui membros que vão do The Sex Pistols ao Iron Maiden e Radiohead, passando por estrelas como Peter Gabriel, Liam Gallagher, ex-Oasis, Roger Taylor, do Queen, e até mesmo Roger Daltrey, do The Who, que se disse favorável ao brexit há alguns anos.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.