Tom Jobim e Chico Buarque têm manuscrito de última letra vendido por R$ 30 mil

Documento com o samba 'Piano na Mangueira', escrito a quatro mãos e com correções, recebeu apenas um lance

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

"Um documento para a história da música brasileira." É assim que a Leilão de Colecionismo, do Rio de Janeiro, apresenta o manuscrito de "Piano na Mangueira", samba escrito a quatro mãos por Tom Jobim e Chico Buarque. Foi a última parceria entre os músicos.

O item foi leiloado nesta terça por R$ 30 mil depois de receber cerca de 600 visitas em sete dias e um lance único.

Manuscrito de 'Piano na Mangueira', parceria entre Tom Jobim e Chico Buarque
Manuscrito de 'Piano na Mangueira', parceria de Tom Jobim e Chico Buarque - Divulgação

"É uma relíquia, uma peça de museu", afirmou Alberto Youle, organizador do leilão. "É possível ver tintas diferentes, a letra de um e a letra de outro."

Em 1992, a Mangueira homenageou Tom Jobim, que foi o tema da escola na Sapucaí. Tom, em troca, compôs "Piano na Mangueira", em que exalta a escola, e pediu a letra ao mangueirense Chico Buarque.

Chico Buarque (esq.) e Tom Jobim em foto de 1968 - Folhapress
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.