Chinesa State Power negocia 2 hidrelétricas e 2 termelétricas no país

BNDES aprovou nesta sexta R$ 181 mi para obra de controlada da companhia no Centro-Oeste

São Paulo | Reuters

O A chinesa Spic (State Power Investment Corporation) está negociando a aquisição de mais duas hidrelétricas e duas termelétricas no Brasil, disse uma pessoa com conhecimento sobre a questão.

Uma das hidrelétricas é a usina Três Irmãos, de 800 megawatts no estado de São Paulo, controlada pelo grupo de infraestrutura brasileiro Triunfo Participações e Investimentos (TPI), disse a fonte, que pediu anonimato.

O jornal Valor Econômico reportou as negociações sobre a usina Três Irmãos na quinta-feira (18). A State Power e a Triunfo não quiseram comentar o assunto.

A fonte acrescentou, porém, que as negociações com a Triunfo não seriam fáceis, porque a empresa foi mencionada por promotores brasileiros neste mês por não colaborar com investigação sobre um caso de corrupção envolvendo operações rodoviárias.

 

0
Torres de transmissão de energia elétrica - Folhapress

A companhia estatal chinesa deve apresentar oferta até o fim deste mês pelo controle da hidrelétrica Santo Antônio, em Rondônia. As negociações de compra se estendem por quase dois anos.

A State Power está considerando também fazer uma oferta por duas usinas termelétricas de carvão detidas pela francesa Engie, em Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

A Engie, que colocou as usinas à venda há seis meses, disse que o processo de venda está "acontecendo".
A presidente da State Power no Brasil, Adriana Waltrick, disse à Reuters em maio que a empresa queria continuar a investir em aquisições após pagar US$ 2,25 bilhões (R$ 8,34 bilhões) por uma licença para operar a usina hidrelétrica São Simão, anteriormente da Cemig.

BNDES

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou o financiamento de R$ 181 milhões para obras de reforço da interligação elétrica e energética da região Centro-Oeste, com melhoria no sistema de transmissão no Baixo Araguaia e na região norte de Mato Grosso, informou o banco nesta sexta-feira (19).

O financiamento será destinado à Canarana Transmissora de Energia, controlada pela State Grid Brazil, braço da chinesa State Grid.

"O projeto possibilitará condições mais favoráveis para o desenvolvimento regional e o crescimento econômico das atividades agroindustriais típicas do estado de Mato Grosso", disse o BNDES em comunicado.

O investimento total nas obras de interligação será de R$ 311,6 milhões, sendo 56% composto por financiamento direto do BNDES e 19% de debêntures de infraestrutura.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.