JetSmart recebe autorização para operar no Brasil e terá voos para Argentina

Outras quatro companhias vieram para o país desde a desregulação da franquia de bagagem

São Paulo

A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) autorizou nesta terça-feira (27) a subsidiária argentina da companhia aérea de baixo custo JetSmart, de propriedade do fundo americano Índigo Partners, a operar no Brasil.

A empresa pretende iniciar a operação de rotas internacionais partindo da Argentina para o Brasil. 

Além da JetSmart, outras quatro empresas vieram para o país desde a desregulação da franquia de bagagem. Três delas são low cost: a europeia Norwegian, a chilena Sky Airlines e a argentina Flybondi.

A largada para a operação de aéreas de baixo custo começou a partir de uma resolução aprovada em dezembro de 2016, que tentou alinhar regras de aviação brasileiras a padrões internacionais. 

A prática entrou em vigor em meados de 2017, após uma longa discussão na Justiça devido à resistência por parte de órgãos de defesa do consumidor.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.